Conhecimento dos pescadores artesanais sobre a composição da dieta dos pacus (Characiformes: Serrasalmidae) na Floresta Nacional do Amapá, rio Araguari, Amapá, Brasil

Aldilene Lobato dos Santos, Fabiana Calacina da Cunha, Maria Gercilia Mota Soares, Luiza Prestes de Souza, Alexandro Cezar Florentino

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2016v29n2p101

O conhecimento ecológico tradicional (CET) dos pescadores é uma ferramenta importante para obtenção de informações ecológicas sobre o ambiente que vem sendo cada vez mais utilizada na conservação dos recursos naturais. Nesse contexto, o referido trabalho descreve o CET do pescador sobre a composição da dieta e local de pesca dos pacus (Characiformes: Serrasalmidae) Myloplus sp., Myloplus asterias, Myloplus ternetzi, Tometes trilobatus, Prosomyleus rhomboidalis e Mylesinus paraschomburgkii na Floresta Nacional do Amapá (FLONA-AP). Para a coleta das informações, foram realizadas entrevistas semiestruturadas (n=20 pescadores) e turnê-guiada. Segundo os pescadores, os pacus se alimentam de frutos/sementes, fragmentos vegetais, insetos e perifíton. No inverno, consomem frutos/sementes e fragmento de vegetais. No verão, além de frutos/sementes e fragmentos de vegetais, foi observada presença de perifíton e insetos. Comparando-se as informações dos pescadores com a literatura científica, observam-se similaridades para o período de inverno. Mas, no verão, os pescadores relatam a ingestão de perifíton e invertebrados não mencionados na literatura. Os locais de pesca são caracterizados como sazonais: no inverno a pesca ocorre nos varjões e, no verão, nas pedreiras e calha principal do rio. Os pescadores possuem um conhecimento detalhado sobre a alimentação dos pacus e o grau de refinamento do conhecimento é fundamental para a conservação na FLONA-AP.


Palavras-chave


Áreas protegidas; Conhecimento ecológico tradicional; Dieta de pacus; Locais de pesca; Pesca artesanal

Texto completo:

PDF/A


Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.