Ação larvicida do fungo Amanita muscaria (Agaricales, Amanitaceae) em Musca domestica (Diptera, Muscidae)

Luiz Paiva Carapeto, Marcial Corrêa Cárcamo, Jucelio Peter Duarte, Luize Garcia de Melo, Eduardo Bernardi, Paulo Bretanha Ribeiro

Resumo


Foi relatada a ação larvicida de duas formulações de Amanita muscaria em Musca domestica. Dois métodos de extração foram testados: extrato aquoso de basidioma desidratado e triturado (BDT), e extrato de basidioma fresco liquefeito em água (BFL). A mortalidade causada pelo extrato BDT variou de 14,67% a 100%. A eficácia do extrato BFL variou de 10,67 a 89,33%. A concentração letal média (CL50) do extrato BDT foi de, aproximadamente, 1.931,02 ppm, enquanto que a CL50 do extrato BFL foi em torno de 30%. As substâncias extraídas por esses métodos de extração não interferiram no período de desenvolvimento dos imaturos e não influenciaram no peso pupal dos indivíduos. Esses resultados mostram o potencial de extratos de A. muscaria para o controle de M. domestica.


Palavras-chave


Cogumelo; Extrato aquoso; Inseticida; Moscas; Vetor

Texto completo:

PDF/A (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2017v30n3p79

Direitos autorais 2017 Luiz Paiva Carapeto, Marcial Corrêa Cárcamo, Jucelio Peter Duarte, Luize Garcia de Melo, Eduardo Bernardi, Paulo Bretanha Ribeiro

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.