Caracterização anatômica macroscópica do lenho de árvores de espécies de canela, Ocotea e Nectandra (Lauraceae) ocorrentes no estado de Santa Catarina

Felipe Bernardino Guimarães, Mário Tomazello Filho, Ana Claudia Rodrigues

Resumo


As árvores conhecidas popularmente por “canela”, pertencentes aos gêneros Ocotea e Nectandra (Lauraceae), são de difícil separação tanto em nível de gênero como de espécie, pela anatomia do seu lenho. O presente trabalho tem como objetivo descrever os caracteres anatômicos macroscópicos e organolépticos do lenho e sua aplicação na identificação dos gêneros e das espécies desta família. Foram coletados discos do lenho à altura do peito (1,30 m) do tronco das árvores de Nectandra megapotamica, N. lanceolata, Ocotea porosa, O. puberula, O. pulchella e Ocotea sp. ocorrentes em quatro municípios do interior do estado de Santa Catarina. As características anatômicas macroscópicas e organolépticas do lenho foram descritas de acordo com as normas usuais para estudos em anatomia da madeira, cujos resultados indicam a possibilidade de separação de Nectandra e de Ocotea tais como visibilidade do parênquima axial, arranjo diagonal dos vasos, cor e cheiro do lenho. Apresenta-se, ainda, uma chave dicotômica que permite a separação das árvores das espécies de Lauráceas estudadas. No trabalho, conclui-se que as seis espécies analisadas podem ser identificadas pela estrutura anatômica observada macroscopicamente e propriedades organolépticas do seu lenho, não sendo encontrados, no entanto, caracteres que propiciem a distinção dos gêneros Ocotea e Nectandra entre si.


Palavras-chave


Anatomia do lenho; Caracterização macroscópica; Identificação de madeiras; Propriedades organolépticas

Texto completo:

PDF/A

Referências


ARAÚJO, P. A. M.; MATTOS FILHO, A. de. A importância da anatomia do lenho para a comercialização da madeira. Rodriguésia, Rio de Janeiro, v. 32, n. 53, p. 315-318, 1980.

CALLADO, C. H.; COSTA, C. G. Wood anatomy of some Anaueria and Beilschmiedia species (Lauraceae). IAWA Journal, Leiden, v. 18, n. 3, p. 247-259, 1997.

CAMARGOS, J. A. A. Madeiras comerciais de Mato Grosso: chave de identificação. Brasília: IBAMA, 1996. 82 p.

CAMARGOS, J. A. A.; CORADIN, V. T. R.; CZARNESKI, C. M.; OLIVEIRA, D.; MEGUERDITCHIAN, I. Catálogo de árvores do Brasil. Brasília: IBAMA, 2001. 896 p.

CASTIGLIONI, J. A. El leño secondario de las especies argentinas de Nectandra. Revista de Investigaciones Forestales, Buenos Aires, v. 3, n. 1, p. 1-15, 1962.

CORADIN, V. T. R.; CAMARGOS, J. A. A.; PASTORE, T. C. M.; CHRISTO, A. G. Madeiras comerciais do Brasil: chave interativa de identificação baseada em caracteres macroscópicos. Versão 1.0. 2009.

CORADIN, V. T. R.; MARQUES, M. H. B.; CAMARGOS, J. A. A.; MUÑIZ, G. B. Chave de identificação das principais madeiras da Floresta Nacional do Tapajós. Brasília: IBAMA, 1991. 51 p.

CORADIN, V. T. R.; MUÑIZ, G. M. B. Normas e procedimentos em estudos de anatomia de madeira: I. Angiospermae. II. Gimnospermae. Vol. 15. Brasília: LPF, 1991. 19 p.

DECHAMPS, R. Etude anatomique de bois d’Amérique du Sud. I. Acanthaceae à Lecythidaceae. Annales Musée Royal de l’Afrique Centrale, Tervuren. Sér. IN-8, Sci. econ, n. 10, 1979. 332 p.

FEDALTO, L. C.; MENDES, I. C. A.; CORADIN, V. T. R. Madeiras da Amazônia: descrição do lenho de 40 espécies ocorrentes na Floresta Nacional do Tapajós. Brasília: IBAMA, 1989. 156 p.

KOSTERMANS, A. J. G. H. Lauraceae. Reinwardtia, Bogor, v. 4, n. 2, p. 193-256, 1957.

KRIBS, D. A. Commercial foreign woods on the American market. Pennsylvania: Pennsylvania State University, 1959. 241 p.

KUKACHKA, B. F.; MILLER, R. B. A chemical spot-test for aluminum and its value in wood identification. IAWA Bulletin, Leiden, v. 1, p. 104-109, 1980.

LEÓN, W. J. Anatomía del leño de 17 especies del género Ocotea Aublet (Lauraceae). Pittieria, Mérida, v. 1, n. 29-30, p. 53-65, 1999-2000.

LEÓN, W. J.; ESPINOZA DE PERNÍA, N. Estudio anatômico del leño de ocho especies del género Aniba Aublet (Lauraceae). Revista Forestal Venezolana, Mérida, v. 44. n. 1, p. 37-46, 2000a.

LEÓN, W. J.; ESPINOZA DE PERNÍA, N. Estudio anatômico del leño de siete especies del género Beilschmiedia Nees (Lauraceae). Revista Forestal Venezolana, Mérida, v. 44, n. 1, p. 47-56, 2000b.

LOUREIRO, A. A.; SILVA, M. F. da. Catálogo das madeiras da Amazônia. Vol. 1. Belém: SUDAM, 1968. 433 p.

MAINIERI, C. 25 madeiras da Amazônia de valor comercial, caracterização macroscópica, usos comuns e índices qualificativos. São Paulo: IPT, 1971. 33 p.

MAINIERI, C. Manual de identificação das principais madeiras comerciais brasileiras. São Paulo: IPT, 1983. 241 p.

METCALFE, C.; CHALK, L. Anatomy of the Dicotyledons. Vol. II. 2 ed. Oxford: Claredon Press, 1985. 297 p.

OCHIONI, P.; MATTOS FILHO, A. Estudo anatômico do lenho secundário do puchury-rana Ocotea fragrantissima Ducke. Rodriguésia, Rio de janeiro, v. 10, n. 21, p. 1-12, 1947.

OLIVEIRA, C. W. de; CALLADO, C. H.; MARQUETE, O. Anatomia do lenho de espécies do gênero Nectandra Rol. ex Rottb. (Lauraceae). Rodriguésia, Rio de Janeiro, v. 52, n. 81, p. 125-134, 2001.

RICHTER, H. G. Anatomie des sekundären xylems und der rinde der Lauraceae. Sonderbände des Naturwiss Vereins, Hamburg, n. 5, p. 1-148, 1981.

RICHTER, H. G. Mature secondary xylem. In: METCALFE, C. R. (Ed.). Anatomy of the Dicotyledons. 2 ed. Oxford: Claredon Press, 1987. p. 162-171.

RICHTER, H. G. Wood and bark anatomy of Lauraceae. III: Aspidostemon Rohwer & Richter. IAWA Bulletin, Leiden, n. 11, p. 47-56, 1990.

RIZZINI, C. T. Plantas do Brasil. Árvores e madeiras úteis do Brasil: manual de dendrologia brasileira. São Paulo: Edgar Blücher/EDUSP, 1971. 294 p.

ROHWER, J. G. Prodromus einer monographie der gattung Ocotea Aubl. (Lauraceae) sensu lato. Hamburg: Hubert & Co, 1986. 278 p.

ROHWER, J. G. Borderline cases between Ocotea, Nectandra and Phoebe (Lauraceae): the “marginal” species of the Ocotea helicterifolia-group including the Ocotea heydeana-group. Botanische Jahrbücher fur Systematik, Pflanzengeschichte und Pflanzengeographie. Leipzig, n. 112, p. 365-397, 1991.

ROHWER, J. G. Lauraceae. In: KUBITZKI, K.; ROHWER, J. G.; BITTRICH, V. (Ed.). The families and genera of vascular plants II. Berlin: Springer-Verlag, 1993. p. 366-391.

SOLEREDER, H. Laurinae. In: SOLEREDER, H.; BOODLE, L. A.; FRITSCH, F. E. (Ed.). Systematic anatomy of the dicotyledons: a handbook for laboratories of pure and applied botany. Vol. II. Oxford: Clarendo Press. 1908. p. 702-706.

STERN, W. L. Comparative anatomy of xylem and phylogeny of Lauraceae. Tropical Woods, New Haven, n. 100, p. 1-75, 1954.

TUPPER, W. W. A comparative study of Lauraceous woods. American Journal of Botany, St Louis, v. 14, p. 520-525, 1927.

VAN DER SLOOTEN, H. J.; ACOSTA-CONTRERAS. I.; AAS, P. S. Madeiras latinoamericanas. IV. Nectandra sp., Ocotea austinii, Persea sp. aff. vesticula, Persea schiedeana. Turrialba, San José, v. 20, n. 2, p. 223-232, 1970.

VATTIMO, I. de. O gênero Ocotea Aubl. no sul do Brasil I. Espécies de Santa Catarina e do Paraná. Rodriguésia, Rio de Janeiro, v. 18-19, n. 30-31, p. 265-350, 1956.

ZENID, G. J.; CECCANTINI, G. C. T. Identificação macroscópica de madeiras. São Paulo: IPT, 2007. 51 p.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2017v30n3p9

Direitos autorais 2017 Felipe Bernardino Guimarães, Mário Tomazello Filho, Ana Claudia Rodrigues

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.