Padrões de distribuição e abundância de gastrópodes límnicos no município de Acaraú, Ceará: avaliando aspectos da Teoria da Biogeografia de Ilhas

Marcos Roberto Santos, Rafaela Camargo Maia

Resumo


Na Teoria da Biogeografia de Ilhas, a relação espécies-área e o isolamento espacial podem influenciar na distribuição de espécies nos habitat. Nesse contexto, ecossistemas lênticos são utilizados para fornecer informações sobre mecanismos locais de diversidade de organismos, entre eles, moluscos. O presente estudo avaliou os aspectos ecológicos e biogeográficos de moluscos límnicos verificando a influência do tamanho e distância dos corpos hídricos na distribuição das espécies. A amostragem foi realizada em lagoas, classificada por perímetro com diferentes distâncias entre elas, em Acaraú, Ceará. Foram capturados 2.067 gastrópodes, distribuídos em seis famílias, seis gêneros e nove espécies. Foram coletados os planorbídeos Biomphalaria glabrata e Drepanotrema cimex, que ainda não haviam sido registrados para o Ceará. Não foram observadas diferenças significativas na riqueza, abundância e diversidade em relação ao tamanho das lagoas. Entretanto, há uma tendência de maiores índices em lagoas médias, o que pode ser resultante de distúrbios intermediários. Também não foram observadas similaridades na estrutura da comunidade entre corpos de água próximos, o que pode ser explicado pela facilidade de dispersão das espécies devido à enchente em períodos chuvosos. Os dados aqui apresentados podem ser importantes para compreensão dos mecanismos responsáveis pelos padrões de distribuição de moluscos límnicos no nordeste brasileiro.


Palavras-chave


Ambientes lênticos; Malacofauna; Riqueza

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2018v31n4p35

Direitos autorais 2018 Marcos Roberto Santos, Rafaela Camargo Maia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.