Fenologia de três espécies arbóreas em um trecho de vegetação subcaducifólia no norte do Piauí, Brasil

Antonio Maurício Silva Braga, Graziela de Araujo Lima, Mauro Sergio Teodoro, Jesus Rodrigues Lemos

Resumo


A fenologia auxilia na compreensão da dinâmica dos ecossistemas florestais e é essencial para o estudo ecológico e evolutivo dos trópicos. Assim, torna-se necessário conhecer a periodicidade dos eventos vegetativos e reprodutivos para fornecer subsídios que auxiliem na complexa dinâmica dos ecossistemas. Considerando esses aspectos, foram realizadas observações quinzenais entre maio de 2015 a abril de 2016 de Copaifera langsdorffii Desf., Lecythis lurida Miers S.A.Mori e Swartzia flaemingii Raddi em um trecho de vegetação subcaducifólia no norte do Piauí. Nas três espécies, a queda foliar ocorreu na estação seca, com maior intensidade em setembro, seguida do brotamento, com o início da estação chuvosa, destacando-se entre maio e abril. Copaifera langsdorffii e L. lurida apresentaram a floração no final da estação chuvosa e início da estação seca, diferentemente de S. flaemingii, a qual apresentou floração no período chuvoso. A frutificação ocorreu em diferentes épocas do ano, com C. langsdorffii frutificando no período seco, enquanto L. lurida no final da estação chuvosa, assim como S. flaemingii, a qual se estendeu mais para o período seco. Este estudo permitiu descrever detalhes fenológicos da planta e suas relações com o ambiente, em diferentes períodos e locais, visando subsidiar estratégias para a implantação e o manejo dessas espécies.

 


Palavras-chave


Área de transição; Floração; Fatores abióticos; Frutificação

Texto completo:

PDF/A

Referências


ABDULAI, A. L.; KOURESSY, M.; VAKSMANN, M.; ASCH1, F.; GIESE, M; HOLGER, B. Latitude and date of sowing influence the phenology of sorghum sensitive to photoperiod. Journal of Agronomy and Agrarian Sciences, Herndon, v. 198, p. 340-348, 2012.

AGUIAR, B. A. S.; SOARES, E. S. S.; MASRUA, M. L. A.; OLIVEIRA, M. C. P.; LOPES A. V. F.; SOUSA, G. M. Biologia floral e reprodutiva de Cenostigma macrophyllum Tul. (Fabaceae) em áreas de remanescente de floresta estacional semidecídua do Parque Zoobotânico de Teresina – PI. Journal of Environmental Analysis and Progress, Recife, v. 1, n. 1, p. 84-95, 2016.

AGUIAR, W. M.; GAGLIANONE, M. C. Comportamento de abelhas visitantes florais de Lecythis lurida (Lecythidaceae) no norte do estado do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Entomologia, Curitiba, v. 52, n. 2, p. 277-282, 2008.

ALMEIDA, C. I. M.; LEITE, G. L. D.; ROCHA, S. L.; MACHADO, M. M. L.; MALDONADO, W. C. H. Fenologia e artrópodes de Copaifera langsdorffii Desf. no cerrado. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v. 8, n. 2, p. 64-70, 2006.

AMORIM, I. L.; SAMPAIO, E. V. S. B; ARAÚJO, E. L. Fenologia de espécies lenhosas da caatinga do Seridó, RN. Revista Árvore, Viçosa, v. 33, n. 3, p. 491-499, 2009.

APG IV – ANGIOSPERM PHYLOGENY GROUP. Date of classification of Angiosperm Phylogeny Group for animals and families of flowering plants: APG IV. Botanical Journal of the Linnean Society, London, v. 181, p. 1-20, 2016.

ARAÚJO, R. R. Fenologia e morfologia de plantas e biometria de frutos e sementes de muricizeiro (Byrsonima verbascifolia L. Dc.) do Tabuleiro Costeiro de Alagoas. 2009. 89 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia: Fitotecnia) - Universidade Federal Rural do Semiárido, Mossoró. 2009.

ARAÚJO, R. R.; SANTOS, E. D.; LEMOS, E. E. P. Fenologia do muricizeiro Byrsonima verbascifolia (L.) Rich em zona de tabuleiro costeiro do nordeste brasileiro. Ciência Agrícola, Rio Largo, v. 12, n. 1, p. 1-8, 2014.

BARBOSA, D. C. A.; ALVES, J. L. H.; PRAZERES, S. M.; PAIVA, A. M. A. Dados fenológicos de 10 espécies arbóreas de uma área de Caatinga (Alagoinha – PE). Acta Botanica Brasilica, Belo Horizonte, v. 3, n. 2, p. 109-117, 1989.

BENCKE, C. S. C.; MORELLATO, L. P. C. Comparação de dois métodos de avaliação da fenologia de plantas, sua interpretação e representação. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 25, p. 269-275, 2002.

BERGAMASCHI, H. O clima como fator determinante da fenologia das plantas. In: REGO, C. M.; NEGRELLE, R. R. B.; MORELATTO, L. P. C. (Org.). Fenologia: ferramenta para conservação, melhoramento e manejo de recursos vegetais arbóreos. Colombo: Embrapa Florestas, 2007. p. 291-310.

BORCHERT, R. Phenology and ecology of a tropical tree Erythryna poeppigiana O. F. Cook. Ecology, New York, v. 61, n. 5, p. 1065-1074, 1980.

BOTREL, R. T.; BRITO, D. R. S.; SOUSA, W. C.; SOUZA, A. M.; HOLANDA, A. C. Fenologia de uma espécie arbórea em ecótono Caatinga/Cerrado no sul do Piauí. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Pombal, v. 10, n. 3, p. 7-12, 2015.

BRASIL – MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Biomas. 2018. Disponível em . Acesso em: 25 outubro 2018.

BULHÃO, C. F.; FIGUEIREDO, P. S. Fenologia de leguminosas arbóreas em uma área de cerrado marginal no nordeste do Maranhão. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 25, p. 361-369, 2002.

CALLEGARI-JACQUES, S. M. Bioestatística: princípios e aplicações. Porto Alegre: Artmed, 2003. 255 p.

CARVALHO, E. G. A.; TEODORO; M. S; LEMOS, J. R. Inventário florístico de uma área ecotonal caatinga-cerrado no norte do Piauí, nordeste do Brasil. In: LEMOS, J. R. (Org.). Pesquisas botânicas e ecológicas no Piauí. Curitiba: CRV, 2018. Coedição: Teresina, PI: EDUFPI, 2018. p. 35-53.

CARVALHO, P. E. R. Espécies florestais brasileiras: recomendações silviculturais, potencialidades e uso da madeira. Colombo: EMBRAPA/CNPF, 2003. 639 p.

CNC FLORA. Swartzia flaemingii. In: Lista vermelha da flora brasileira versão 2012.2. Centro Nacional de Conservação da Flora. 2012. Disponível em . Acesso em: 20 janeiro 2019.

DIAS, H. C. T.; OLIVEIRA-FILHO, A. T. Fenologia de quatro espécies arbóreas de uma floresta estacional semidecídua montana em Lavras, MG. Cerne, Lavras, v. 2, p. 66-88, 1996.

FELFILI, J. M.; SILVA JUNIOR, M. C.; DIAS, B. J.; REZENDE, A. V. Estudo fenológico de Stryphnodendrom adstringens (Mart.) Coville no cerrado sensu stricto da Fazenda Água Limpa no Distrito Federal, Brasil. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 22, p. 83-90, 1999.

FIGUEIREDO, P. S. Fenologia e estratégias reprodutivas das espécies arbóreas em uma área marginal de cerrado, na transição para o semiárido no Nordeste do Maranhão, Brasil. Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas, Chapadinha, v. 2, n. 2, p. 8, 2008.

FLORA DO BRASIL. Flora do Brasil 2020. 2018. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em . Acesso em: 25 outubro 2018.

FOURNIER, L. A. Un método cuantitativo para la medición de características fenológicas enárboles. Turrialba, San José, v. 24, p. 422-423, 1974.

FOURNIER, L. A. Observaciones fenológicas en el bosque húmedo de pre-montano de San Pedro de Montes de Oca, Costa Rica. Turrialba, San José, v. 26, p. 54-59, 1976.

FOURNIER, L. A.; CHARPANTIER, C. El tamaño de la muestra y la frecuencia de las observaciones en el estudio de las características fenológicas de los árboles tropicales. Turrialba, San José, v. 25, p. 45-48, 1975.

FRANKIE, G. W.; BAKER, H. G.; OPLER, P. A. Comparative phenological studies of trees in tropical wet and dry forests in the lowlands of Costa Rica. Journal of Ecology, London, v. 62, p. 881-913, 1974.

FREITAS, C. V; OLIVEIRA, P. E. Biologia reprodutiva de Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae, Caesalpinioideae). Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 25, n. 3, 2002.

GOUVEIA, G. P.; FELFILI, J. M. Fenologia de comunidades de cerrado e de mata de galeria no Brasil Central. Revista Árvore, Viçosa, v. 22, p. 443-450, 1998.

JANZEN, D. H. Synchronization of sexual reproduction of trees within the dry season in Central América. Evolution, London, v. 21, p. 620-637, 1967.

KOPTUR, S.; HABER, W. A.; FRANKIE, G. W.; BAKER, H. G. Phenological studies of shrub and tree species in tropical cloud forests of Costa Rica. Journal of Tropical Ecology, Winchelsea, v. 4, p. 347-359, 1988.

LEITE, L. F. C.; GALVÃO, S. R. S. Matéria orgânica do solo: funções, interações e manejo. In: ARAÚJO, A. S. F.; LEITE, L. F. C.; NUNES, L. A. L. P.; CARNEIRO, R. F. V. (Org.). Matéria orgânica e organismos do solo. Vol. 1. 1 ed. Teresina: EDUFPI, 2008. p. 13-48.

LIMA, A. L. A. Padrões fenológicos e espécies lenhosas e cactáceas em uma área do semiárido do Nordeste do Brasil. 2007. 84 f. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife. 2007.

LIMA, A. L. A.; RODAL, M. J. N. Phenology and density of plants grown in the semi-arid region of northeastern Brazil. Journal of Arid Environments, London, v. 74, n. 11, p. 1363-1373, 2010.

LIMA, A. S.; BARBEIRO, S. M. C.; CASTRO, A. A. J. F. Fenologia de Curatella americana L. em uma área de cerrado marginal no município de Castelo do Piauí, Brasil. Publicações Avulsas Conservação do Ecossistema, Teresina, v. 26, p. 1-23, 2009.

LIMA, G. A.; LEMOS, J. R. Fenologia e síndrome de dispersão de cinco espécies em um trecho de vegetação transicional caatinga-restinga no litoral do Piauí, Brasil. In: LEMOS, J. R. (Org.). Pesquisas botânicas e ecológicas no Piauí. Curitiba: CRV, 2018. Coedição: Teresina, PI: EDUFPI, 2018. p. 105-122.

LIMA, G. A.; TEODORO, M. S; LEMOS, J. R. Estrutura de um trecho de vegetação subcaducifólia no extremo Norte do Piauí, Brasil. In: LEMOS, J. R. (Org). Pesquisas botânicas e ecológicas no Piauí. Curitiba: CRV, 2018. Coedição: Teresina, PI: EDUFPI, 2018. p. 77-103.

MANSANO, V. F.; PINTO, R. B.; TORKE, B. M. Lista de espécies da flora do Brasil – Swartzia. 2010. Disponível em . Acesso em: 25 outubro 2018.

MEDEIROS, D. P. W. Fenologia e síndromes de dispersão na floresta de restinga da RPPN Nossa Senhora do Outeiro de Maracaípe, Ipojuca, Pernambuco. 2005. 82 f. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife. 2005.

MELO, F. B.; CAVALCANTE, A. C.; ANDRADE, J. A. S.; BASTOS, E. A. Levantamento detalhado de solos da área Embrapa Meio-Norte/UEP de Parnaíba. Teresina: EMBRAPA MEIO-NORTE, 2004. 26 p. (Documento, 89).

MENDES, F. N.; RÊGO, M. M. C.; ALBUQUERQUE, P. M. C. Fenologia e biologia reprodutiva de duas espécies de Byrsonima Rich. (Malpighiaceae) em área de Cerrado no Nordeste do Brasil. Biota Neotropica, Campinas, v. 11, n. 4, p. 103-115, 2011.

MORELLATO, L. P. C.; LEITÃO-FILHO, H. F. Estratégias fenológicas de espécies arbóreas em floresta mesófila dana Serra do Japi. Revista Brasileira de Biologia, São Carlos, v. 50, p. 163-173, 1990.

MORELLATO, L. P. C.; LEITÃO-FILHO, H. F. Padrões de frutificação e dispersão na Serra do Japi. In: MORELLATO, L. P. C. (Org.). História natural da Serra do Japi: ecologia e preservação de uma área florestal no sudeste do Brasil. Campinas: Editora da Unicamp/FAPESP, 1992. p. 111-140.

MORELLATO, L. P. C.; RODRIGUES, R. R.; LEITÃO FILHO, H. F.; JOLY, C. A. Estudo comparativo da fenologia de espécies arbóreas de floresta de altitude e floresta semidecídua na Serra do Japi, Jundiaí, São Paulo. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 12, p. 85-98, 1989.

MORELLATO, L. P. C.; TALORA, D. C.; TAKAHASI, A. Phenology of atlantic rain forest trees: a comparative study. Biotropica, Malden, v. 32, p. 811-823, 2000.

MORI, S.A.; PRANCE, G. T. Lecythidaceae – Part II: The zygomorphic-flowered New World genera (Bertholletia, Corythophora, Couratari, Couroupita, Eschweilera, and Lecythis). Flora Neotropica Monographs, New York, v. 21, n. 2, p. 1-376, 1990.

MUNIZ, F. H. Padrões de floração e frutificação de árvores da Amazônia Maranhense. Acta Amazonica, Manaus, v. 38, n. 4, p. 617-626, 2008.

NEVES, E. L.; FUNCH, L. S.; VIANA, B. F. Comportamento fenológico de três espécies de Jatropha (Euphorbiaceae) da Caatinga, semi-árido do Brasil. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 33, p. 155-166, 2010.

NEWSTROM, L. E.; FRANKIE, G. W. E.; BAKER, H. G. A new classification for plant phenology based on flowering patterns in lowland tropical rain forest trees at La Selva, Costa Rica. Biotropica, Malden, v. 26, p. 141-159, 1994.

OLIVEIRA, P. E. Aspectos da reprodução de plantas do cerrado e conservação. Boletim do Herbário Ezechias Paulo Heringer, Brasília, v. 1, p. 34-45, 1994.

OPLER, P. A.; FRANKIE, G. W.; BAKER, H. G. Precipitation as a factor in time, timing and synchronization of a these is by tropical trees and shrubs. Journal of Biogeography, New York, v. 3, p. 231-236, 1976.

PEDRONI, F.; SANCHEZ, M.; SANTOS, F. A. M. Fenologia de copaíba Copaifera langsdorffii Desf. - Leguminosae, Caesalpinioideae) em uma floresta semidecídua no sudeste do Brasil. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 25, n. 2, p. 183-194, 2002.

PEREIRA, S. G.; AMARAL, A. F. Fenologia das espécies arbóreas do bosque do Parque Municipal do Mocambo, Patos de Minas – MG. Revista Eletrônica da Pesquisa, Pato de Minas, v. 5, n. 5, 2008.

PEREIRA, T. S.; COSTA, M. L. M. N.; MORAES, L. F. D.; LUCHIARI, C. Fenologia de espécies arbóreas em Floresta Atlântica da Reserva Biológica de Poço das Antas, Rio de Janeiro, Brasil. Iheringia, Série Botânica, Porto Alegre, v. 63, n. 2, p. 329-339, 2008.

PIAUILINI, S. A. C.; BOTREL, R. T.; MANCIN, A. C.; SOUSA, A. M. Estudo fenológico de Lafoensia replicata Pohl. no município de Bom Jesus, Piauí. Scientia Plena, São Cristóvão, v. 8, p. 1-5, 2012.

PIRANI, F. R.; SANCHEZ, M.; PEDRONI, F. Fenologia de uma comunidade arbórea em cerrado sentido restrito, Barra do Garças, MT, Brasil. Acta Botanica Brasilica, Belo Horizonte, v. 23, n. 4, p. 1096-1109, 2009.

PLANAP. Plano de Ação para o Desenvolvimento Integrado da Bacia do Parnaíba: atlas da bacia do Parnaíba. Brasília: TDA Desenho & Arte Ltda., 2006. 96 p.

QUIRINO, Z. G. M. Fenologia, síndrome de polinização e dispersão e recursos florais de uma comunidade de caatinga no Cariri paraibano. 2006. 158 f. Tese (Doutorado em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife. 2006.

QUEIROZ, L. P. Leguminosas da Caatinga. Feira de Santana: Universidade Estadual de Feira de Santana, 2009. 467 p.

REICH, P. B.; BORCHERT, R. Water stress and tree phenology in a tropical dry forest in the lowlands of Costa Rica. Journal of Ecology, London, v. 72, p. 61-74, 1984.

ROTTA, E.; BELTRAMI, L. C. C.; ZONTA, M. Manual de prática de coleta e herborização de material botânico. Colombo: Embrapa Florestas, 2008. 31 p.

SANTOS, D. L; TAKAKI, M. Fenologia de Cedrela fissilis Vell. (Meliaceae) na região rural de Itirapina, SP, Brasil. Acta Botanica Brasilica, Belo Horizonte, v. 19, n. 3, p. 625-632, 2005.

SILVA, A. C. C.; PRATA, A. P. N.; MELLO, A. A. Floração e frutificação da vegetação lenhosa na Caatinga em Sergipe. Natureza Online, Santa Teresa, v. 16, n. 1, p. 10-18, 2017.

SILVA, A. T.; MUNIZ, C. F. S.; WANDERLEY, M. G. L.; KIRIZAWA, M.; SENDULSKY, T.; SILVA, T. S.; MALUF, A. M.; SILVESTRE, M. S. F.; CHIEA, S. A. C.; CUSTÓDIO-FILHO, A.; MANTOVANI, W.; JUNG, S. L.; BARROS, F.; OLIVEIRA, L. C. A. Pteridófitas e fanerógamas. In: FIDALGO, O.; BONONI, V. L. R. (Coord.). Técnicas de coleta, preservação e herborização de material botânico. São Paulo: Instituto de Botânica, 1989. p. 31-45.

SIQUEIRA FILHO, J. A. S.; SEIDO, C. L.; CAMPELO, M. J. A.; SANTOS, F. S. E.; PEQUENO, I. D. Fenologia e síndromes de dispersão de espécies lenhosas em áreas prioritárias para a conservação da Caatinga – Afrânio, Pernambuco. In: ALBUQUERQUE, U. P.; MOURA, A. N.; ARAÚJO, E. L. (Ed.). Biodiversidade potencial econômico e processos ecofisiológicos em ecossistemas nordestinos. Vol. 2. Bauru: Canal6/Recife: NUPEEA, 2010. p. 465-483.

SNOW, D. W. A possible selective factor in the evolution of fruiting seasons in tropical forest. Oikos, Copenhagen, v. 15, p. 274-281, 1965.

SOUSA, D. B.; MAUÉS, M. M.; LEÃO, N. V. M. Fenologia reprodutiva de espécies arbustivas e arbóreas em vegetação secundária no nordeste paraense. In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 5, 1995, Belém. Resumos... Belém: FCAP, Unidade de Apoio à Pesquisa, 1995. p. 58.

SOUZA, D. N. N.; CAMACHO, R. G. V.; MELO, J. I. M. de; ROCHA, L. N. G.; SILVA, N. F. Estudo fenológico de espécies arbóreas nativas em uma unidade de conservação de Caatinga no estado do Rio Grande do Norte, Brasil. Revista Biotemas, Florianópolis, v. 27, n. 2, p. 31-42, 2014.

SOUZA, M.; FUNCH, L. S. Fenologia e modos de polinização e dispersão de Fabaceae em floresta ciliar, Chapada Diamantina, Nordeste do Brasil. Sitientibus série Ciências Biológicas, Feira de Santana, v. 15, p. 1-10, 2015.

SOUZA, M. H.; MAGLIANO, M. M.; CAMARGOS, J. A. A. Madeiras tropicais brasileiras. Brasília: IBAMA, 1997. 198 p.

VELLOSO, A. L.; SAMPAIO, E. V. S. B.; PAREYN, F. G. C. Ecorregiões propostas para o Bioma Caatinga (Resultados do Seminário de Planejamento Ecorregional da Caatinga). 1 ed. Recife: Associação Plantas do Nordeste; Instituto de Conservação Ambiental The Nature Conservancy do Brasil, 2002. 76 p.

WRIGHT, S. J.; VAN SCHAIK, C. P. Light and the phenology of tropical trees. American Naturalist, Chicago, v. 143, p. 192-199, 1994.

ZAR, J. H. Biostatistical analysis. New Jersey, Prentice Hall, 1999. 663 p.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2019v32n2p33

Direitos autorais 2019 Antonio Maurício Silva Braga, Graziela de Araujo Lima, Mauro Sergio Teodoro, Jesus Rodrigues Lemos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.