Atividade antimicrobiana do óleo essencial de alecrim-pimenta e do extrato bruto seco do barbatimão diante de bactérias isoladas do leite

João Paulo Ramos Costa, Anna Christina de Almeida, Ernane Ronie Martins, Márcio Neves Rodrigues, Claudinei Alves dos Santos, Isabela Rocha Menezes

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade antimicrobiana in vitro do óleo essencial do Lippia sidoides (OELs), conhecido popularmente como “alecrim-pimenta”, e do extrato bruto seco do Stryphnodendron adstringens (EBSSa), ou “barbatimão”, contra bactérias isoladas do leite total de rebanho, provenientes de unidades agrícolas familiares do norte de Minas Gerais. O EBSSa foi obtido a partir da casca do vegetal por extração estática em etanol 99,9% por oito dias. O OELs foi obtido por meio da hidrodestilação das folhas frescas. As bactérias Escherichia coli e Staphylococcus aureus isoladas de leite foram submetidas aos testes de disco-difusão e concentração bactericida minima (CBM), utilizando as concentrações de 320, 160, 80, 40, 20 e 0μl/mL do OELs e 400, 200, 100, 50, 25 e 0mg/mL do EBSSa. Todas as bactérias se mostraram sensíveis aos extratos vegetais, exceto Escherichia coli que não foi inibida pelos dois testes quando foi utilizado o EBSSa.

Palavras-chave


CBM; Coliformes; Lippia sidoides; Plantas medicinais; Stryphnodendron adstringens

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2011 João Paulo Ramos Costa, Anna Christina de Almeida, Ernane Ronie Martins, Márcio Neves Rodrigues, Claudinei Alves dos Santos, Isabela Rocha Menezes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.