Multiplicação de Araucaria heterophylla via estaquia, com a utilização de ácido indol-butírico

José Afonso Voltolini, Marcelo Maraschin, Eduardo Bove

Resumo


Estacas apicais de ramos medianos de Araucaria heterophylla foram coletadas em agosto de 1990 e submetidas a tratamentos de ácido indolbutírico (AIB), através da imersão de suas bases em soluções contendo zero, 500, 1000, 1500 e 2000 mg/l de princípio ativo desse regulador de crescimento, por um período de 5 s. Subsequentemente, esse material foi mantido em tubetes cônicos (5,0 x 12,0 cm), contendo meio suporte a base de solo, areia e vermiculita na proporção de 1:1:1, em ambiente de nebulização por 3 meses. Após esse período, o material foi transferido para ambiente de telado, onde permaneceu até a coleta dos resultados, a qual se deu em abril de 1991. A análise dos dados de sobrevivência das estacas revelou que o AIB, na concentração de 1000 mg/l gerou os melhores índices de enraizamento (72%) e sua utilização não causou efeitos sobre o parâmetro comprimento de raízes. Todavia, concentrações a partir de 1000 mg/l geraram respostas significativas em termos de número de raízes.

Palavras-chave


Araucaria heterophylla; Multiplicação; Enraizamento; Estaquia

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 1993 José Afonso Voltolini, Marcelo Maraschin, Eduardo Bove

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.