A influencia do peso corporal e da largura do bico de aves sobre a taxa de consumo de sementes de Michelia Champaca (Maggnoliaceae)

José Carlos Motta- Junior, Rodolfo Antonio de Figueiredo

Resumo


A taxa de consumo de sementes ariladas da magnólia – amarela (Michelia Champaca ) por aves foi estudada numa área do Sudeste do Brasil. Doze espécies se passariformes se  alimentaram intensamente dessas sementes. As taxas de consumo por visita e por minuto de forrageamento nas magnólias  foram correlacionadas positivamente ao peso corporal e largura do bico das aves. Pode-se prever, com boa precisão, qual a taxa de consumo de sementes de magnólia para cada espécie de ave por meio de equações de regressão linear e múltipla, envolvendo o variável peso corporal e/ou largura do bico.


Palavras-chave


Taxa de consumo; Aves; Peso corporal; Largura de bico; Michelia Champaca

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 1995 José Carlos Motta- Junior, Rodolfo Antonio de Figueiredo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.