Diferenças individuais no comportamento de roedores

Werner Robert Schmidek, Silvia Mitiko Nishida, Cristina Maria Henrique Pinto, Manuela Schmidek

Resumo


A presente série de estudos visou analisar a ocorrência de diferenças individuais espontâneas no desempenho comportamental de roedores. No experimento A nós mostramos que em ratos adultos os desempenhos individuais em quatro comportamentos (cavar, armazenar alimento, explorar e predar insetos) diferem de forma acentuada e significante. No experimento B nós estudamos o desenvolvimento destas diferenças individuais em ratos jovens e encontramos, já em animais recém-desmamados, diferenças de desempenho conspícuas que se acentuam à medida que os indivíduos amadurecem. Nos experimentos C e D nós mostramos que hamsters dourados e camumdongos também apresentam diferenças individuais nestes quatro comportamentos embora com peculiaridades que possivelmente se relacionam à estrutura social da espécie em questão. Nos experimentos E e E nós mostramos que diferenças individuais não se restringem aos quatro tipos de comportamento inicialmente testados. Destes estudos nós concluímos que a individualização comportamental é uma propriedade biológica com raízes filogenéticas amplas que ocorre espontaneamente e cedo na vida do animal e que provavelmente tem interrelações com a organização social da espécie em questão.

Palavras-chave


Diferenças individuais; Comportamento de roedores; Etologia

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 1991 Werner Robert Schmidek, Silvia Mitiko Nishida, Cristina Maria Henrique Pinto, Manuela Schmidek

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.