Serotonergic and benzodiazepine modulation of agonistic behaviour: ethopharmacological analyses

Berend Olivier, Jan Mos

Resumo


O presente artigo sintetiza nossas recentes contribuições sobre os papéis dos receptores serotonérgicos (5-HT) e benzodiazepinicos (BDZ), usando a técnica etofarmacológica, no comportamento agonístico. Após uma introdução, na qual os princípios básicos da etofarmacologia do comportamento agonístico de ratos são explicados, nosso trabalho sobre serotonina e benzodiazepinicos é ilustrado através da utilização de quatro paradigmas de agressão hipotalamicamente induzida (EBS) e agressão materna, em ratas lactantes. Utilizando uma ampla gama de ligantes de receptores serotonérgicos, incluindo drogas que influenciam os receptores 5-HT1A, 5-HT1B, 5-HT1C, 5-HT2 e 5-HT3 (tanto agonísticos quanto antagonísticos), foi possível concluir que somente o receptor 5-HT1B está especificamente envolvido na modulação do comportamento agressivo ofensivo em ratos. Outros tipos de receptores não estão envolvidos de modo específico ou não-específico no comportamento agressivo. Baseados em tais técnicas etofarmacológicas, nós desenvolvemos drogas antiagressivas, os serênicos. Essas drogas tem uma grande afinidade com o receptor 5-HT1B, confirmando, deste modo, nossa hipótese. Em contraste com agonistas de serotonina, os agonistas benzodiazepinicos aumentam o comportamento agressivo, mesmo em pequenas doses. A chamada ação pró-agressiva foi submetida a uma minuciosa investigação e parece depender de uma linha de base prévia de agressão, tipo de oponente, nível de experiência e tipo de paradigma utilizado. A etofarmacologia é uma abordagem muito útil para o desenvolvimento de drogas específicas (e.g. serênicos), ou para desvendar seu mecanismo de ação (comportamento) e seus aspectos motivacionais subjacentes (ansiedade, depressão, etc.).

Palavras-chave


Etofarmacologia; Comportamento Agonístico; Serotonina; Benzodiazepínicos; Serênicos

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 1989 Berend Olivier, Jan Mos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.