A riqueza da avifauna no Parque Municipal do Sabiá, zona urbana de Uberlândia (MG)

Alexandre Gabriel Franchin, Oswaldo Marçal Júnior

Resumo


Este trabalho objetivou determinar a riqueza avifaunistica do Parque Municipal do Sabiá, zona urbana de Uberlândia (MG), bem como avaliar possíveis diferenças em sua composição entre os vários ambientes presentes no mesmo. As visitas ao campo foram realizadas de julho de 2000 a novembro de 2002, com pelo menos uma observação mensal no período da manhã (7:00-11:00), totalizando 33 visitas e perfazendo 334 horas. Percorreu-se um transecto ao longo de diferentes ambientes do Parque. Foram registradas 149 espécies, distribuídas em 16 ordens, 38 famílias e 131 gêneros. Cinco espécies de aves endêmicas do Cerrado estiveram presentes no levantamento (Herpsilochmus longirostris, Hylocryptus rectirostris, Antilophia galeata, Cyanocorax cristatellus e Basileuterus leucophrys). A maioria das aves (80%) foi classificada como residentes e prováveis residentes no Parque. Os hábitos alimentares  predominantes foram: insetívoro (n = 52; 35%), onívoro (n = 46; 31%) e frugívoro (n = 13; 9%). Todas as Areas foram consideradas similares, com índice de Sorensen acima de 0,80; o que pode estar associado à proximidade e conectividade das areas investigadas. Os resultados indicam que o Parque Municipal do Sabiá pode ser considerado um importante local para a manutenção da avifauna regional.

Palavras-chave


Aves; Parques urbanos; Vegetação; Conservação

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2004 Alexandre Gabriel Franchin, Oswaldo Marçal Júnior

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.