Aspectos anátomo-radiográficos e tempo de trânsito gastrintestinal em jacaré tinga Caiman crocodilus crocodilus (Linnaeus, 1758) (Crocodylia, Alligatoridae)

Heloisa Castro Pereira, Juliana Macedo Magnino Silva, Líria Queiroz Luz Hirano, Luiz Martins Da Silva Junior, André Luiz Quagliatto Santos

Resumo


O interesse pela criação de jacarés em cativeiro tem aumentado no Brasil, no entanto, faltam estudos aprofundados sobre o tipo e a frequência de alimentação adequada destes répteis em cativeiro. Objetivou-se determinar os aspectos anátomo-radiográficos e o tempo de trânsito gastrintestinal do Caiman crocodilus crocodilus por meio de radiografias contrastadas. Os dez jacarés, cinco machos e cinco fêmeas, foram contidos fisicamente para a administração, via sonda orogástrica, de 10 ml/kg de suspensão de sulfato de bário e óleo mineral, na proporção de 70%: 30%, respectivamente. As radiografias foram realizadas em projeção dorso-ventral nos tempos de cinco minutos, e seis, 24, 30, 48, 54, 72, 80, 96, 104, 120, 130, 144 e 150 h após a administração do contraste. A técnica utilizada permitiu a visibilização da passagem do contraste, além de determinar o tempo de trânsito gastrintestinal em jacaré tinga. Verificou-se que a média do tempo de passagem do contraste pelo trato digestório desta espécie foi de 117 ± 29,6 h para fêmeas e 86,4 ± 21,5 h para os machos.



Palavras-chave


Contraste; Crocodilianos; Radiografia; Reptilia; Trato digestório

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n3p149

Direitos autorais 2014 Heloisa Castro Pereira, Juliana Macedo Magnino Silva, Líria Queiroz Luz Hirano, Luiz Martins Da Silva Junior, André Luiz Quagliatto Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.