Racionalidade e modernidade no ocidente: razão, mística e transcendência

Francisco da Cunha Silva

Resumo


Este artigo analisa a racionalidade - como uma das bases epistemológicas da civilização ocidental e da modernidade - em sua interface com a mística e a transcendência. Uma análise contemplando um período histórico da Antigüidade aos tempos atuais. Apoiado em autores clássicos e contemporâneos, examina o caráter utilitário que permeia a razão moderna, em contraponto com a dimensão transcendental do ser humano, ressaltando sua vertente mística. Questões como o significado existencial, gnosticismo, religiosidade, revelação, escatologia, imanência, conhecimento, ciência, sociedade de mercado, subjetividade, ética, o silêncio e o indizível perpassam as diferentes abordagens e reflexões em torno do tema central.

Palavras-chave


Racionalidade; Modernidade; Mística; Transcendência; Ética

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1258

Direitos autorais 2004 Francisco da Cunha Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada sob uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

 

Cad. de Pesq. Interdisc. em Ci-s. Hum-s., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1984-8951.