Os binômios normal-patológico │consciente-inconsciente no discurso da clínica psi

Ana Cristina Costa Lima, Sandra Noemi Cucurullo de Caponi

Resumo


O objetivo é analisar as diferenças entre os binômios normal-patológico│ consciente-inconsciente, no contexto dos periódicos: Revista Brasileira de Psicanálise e Revista de Psiquiatria Clínica. Uma leitura crítica dessas revistas, a partir dos aportes teóricos de Foucault e Canguilhem, e da leitura de especialistas atuais nesses autores, mostra de que modo os processos de subjetivação e normalização do sofrimento psíquico e dos comportamentos são desenvolvidos pela psiquiatria clínica e pela psicanálise no período estudado. Conclui-se que o discurso psiquiátrico construído em torno de uma visão biológica do normal e patológico limitou a complexidade epistêmica inserida no campo psi pela psicanálise.


Palavras-chave


Humanidades; Psiquiatria; Psicanálise; Normalidade.

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8951.2013v14n104p47

Direitos autorais 2013 Ana Cristina Costa Lima, Sandra Noemi Cucurullo de Caponi

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada sob uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

 

Cad. de Pesq. Interdisc. em Ci-s. Hum-s., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1984-8951.