A implantação da usina hidrelétrica do Baixo Iguaçu: uma análise a partir dos estudos em Ciência, Tecnologia e Sociedade

Catiane Matiello, Gilson Leandro Queluz

Resumo


O artigo tem como objetivo analisar a implantação da usina hidrelétrica do Baixo Iguaçu, no Paraná, observando o conflito entre atingidos e empreendedores sob o marco teórico dos estudos em Ciência, Tecnologia e Sociedade. A metodologia consiste na análise de documentos como EIA/RIMA, atas de reuniões, matérias jornalísticas, pronunciamentos de parlamentares e de depoimentos e notas em caderno de campo, elaborados através da participação em reuniões entre o Consórcio Geração Céu Azul e a comissão de atingidos. Considerando o processo de implantação de barragens como uma arena política, a partir da identificação das principais controvérsias entre os grupos em disputa, procurou-se compreender de que forma elementos fundamentais do projeto validam um determinado código técnico, conforme o conceito descrito por A. Feenberg. Foi observado que os argumentos empregados pelos grupos se alinham a determinadas frentes de interesses, articulando representações de tecnologia em padrões de legitimação sobre a implantação da hidrelétrica.


Palavras-chave


UHE Baixo Iguaçu; Estudos CTS; Código Técnico

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8951.2015v16n109p2

Direitos autorais 2017 Catiane Matiello, Gilson Leandro Queluz

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada sob uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

 

Cad. de Pesq. Interdisc. em Ci-s. Hum-s., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1984-8951.