Conferências Estaduais de Saúde em Santa Catarina: memória e perfil sócio-político dos delegados

Autores

  • Tânia Regina Kruger DSS/CSE/UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8951.2016v17n110p78

Palavras-chave:

Conferência de Saúde, Participação Social, SUS

Resumo

O objetivo deste texto é refletir sobre o significado das Conferências de Saúde no contexto do SUS e de apresentar elementos da memória das Conferências sete Estaduais de Saúde em Santa Catarina. Para recuperar dados objetivos das Conferências Estaduais de Saúde que começaram a acontecer após da regulamentação do SUS em 1990 foi realizada pesquisa bibliográfica e documental para recuperar dados do seu processo organizativo. O texto se completa com a apresentação comparativa do perfil sócio-político dos participantes da 5ª e 6ª Conferência Estadual de Saúde de Santa Catarina realizadas em 2007 e 2011 respectivamente. A pesquisa contempla dados dos quatro segmentos participantes (usuários, trabalhadores, gestores e prestadores de serviços privados), em relação ao sexo, idade, formação, ocupação e participação política. 

 

Biografia do Autor

Tânia Regina Kruger, DSS/CSE/UFSC

Assistente social. Mestre em Educaçaõ e Cultura pela UDESC. Doutora em Serviço Social pela UFPE. Professora do Depto de Serviço Soical da UFSC.

Downloads

Publicado

2017-08-18