As alternativas de construção de “um outro mundo possível”: Movimentos Sociais, Estado e/ou Classe Trabalhadora?

Wolney Roberto Carvalho, Samya Campana

Resumo


Considerando que o modo de produção capitalista é o produtor da desigualdade social e insuficiente como garantidor das condições elementares humanas, o artigo tem como objetivo apresentar as alternativas para a construção de ´um outro mundo possível`, lançando mão da abordagem de Immanuel Wallerstein e Ellen Wood para elucidar a importância da participação dos movimentos sociais, do Estado e da classe trabalhadora no processo. Para tanto, o artigo propõe um diálogo crítico, especialmente acerca da posição assumida por Wallerstein, a partir de uma breve exposição acerca da formulação de ambos os autores sobre o assunto e em se tratando da crise atual do capitalismo. O resultado dessa investigação aponta que as possibilidades efetivas de “um outro mundo” encontram respaldo na atuação da classe trabalhadora no poder do Estado.


Palavras-chave


Movimentos Sociais; Estado; Classe Trabalhadora

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1980-3532.2012n8p23

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License.

Em Debat: Rev., ISSNe 1980-3532, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.