Rede e-Tec Expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica ou Expansão do Neoliberalismo?

Autores

  • Renata Luiza Costa IFG - campus Inhumas

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-3532.2012n8p90

Palavras-chave:

Educação Profissional, Educação a Distância, Neoliberalismo, Rede e-Tec

Resumo

O presente artigo, embasado num referencial teórico sobreas relações entre educação profissional, trabalho e capital (FRIGOTTO, 2006, 2010;KUENZER, 2006, 2009;FREITAS, 2011; LAVAL, 2004; LEHER, 2011), apresenta dentro do contexto da Educação Profissional e Tecnológica no Brasil (EPT), os reais interesses da implantação da Redee - TecBrasil. Ancorados também por documentos e dados oficiais comooscensos(INEP), decretos e leis que regulamentam a EaD e a Redee-Tec(BRASIL, 1999, 2004, 2005,2007,2011),édemonstradoaquiqueaRedee-Tecavançadeformaincisivanaconsolidaçãodosideaisneoliberais dentro da EPT, no Brasil, haja vista a permanência da dualidade estrutural entre o técnico e o humano, e a forte presença de empresas privadas atuando de diversas formas dentro do ensino público.

Biografia do Autor

Renata Luiza Costa, IFG - campus Inhumas

doutoranda em Edudação pela PUC-GO (2012). Possui mestrado em Engenharia Elétrica e de Computação pela Universidade Federal de Goiás (2005) e graduação em Análise de Sistemas pela Universidade Salgado de Oliveira (2000). Atualmente é professora efetiva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, campus Inhumas.

Downloads

Publicado

2013-09-27

Edição

Seção

Artigos