A convergência analítica dos herdeiros de Kautsky e Nozick: crítica às interpretações da direita e da esquerda estatista sobre o Levante de 2013 no Brasil

Wallace Santos Moraes

Resumo


Trata-se de apresentação de discussão bibliográfica acerca do Levante popular brasileiro ocorrido em junho de 2013. Objetivamos apontar as diferentes perspectivas da Revolta realizadas por teóricos de matrizes distintas. A pesquisa ampara-se em nossa observação participante do processo, particularmente na cidade do Rio de Janeiro. Percebemos o perfeito casamento da filiação ideológica do analista perscrutado com uma visão particular sobre a revolta popular. Nosso artigo traz uma interpretação libertária do levante de junho muito marginalizada nos meios acadêmicos, não obstante, muito comum nos meios mais combativos. A pesquisa busca sobretudo garantir a memória do maior Levante popular da história brasileira.


Palavras-chave


Teoria Política; Memória histórica; Revolta popular; Junho de 2013; Perspectiva anarquista

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1980-3532.2014n11p90

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License.

Em Debat: Rev., ISSNe 1980-3532, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.