Uma apreciação feminista da teoria arendtiana

Mariana Prandini Fraga Assis

Resumo


O pensamento político de Hannah Arendt tem sido objeto de apreciação nos diversoscampos do conhecimento e não poderia deixar de ser analisado, também, sob uma perspectiva feminista. Este trabalho procura desenvolver tal análise, tendo como foco duas problemáticas teóricas: de um lado, busca-se elucidar os limites da configuração dos espaços público e privado na teoria arendtiana e apontar suas implicações para a teoria e a prática feminista; de outro lado, pretende-se encontrar, no pensamento da referida autora, elementos que podem funcionar como propulsores da luta feminista contra a opressão e a subordinação. Se a primeira análise nos apresenta resultados bastante negativos para a discussão sobre o papel social da mulher, a segunda nos brinda com uma categoria portadora de grande potencial emancipatório.


Palavras-chave


Hannah Arendt; Dicotomia público e privado; Natalidade; Teoria e prática feminista; Contribuição

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2006 Mariana Prandini Fraga Assis

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Em Tese, revista do PPGSP da UFSC, Brasil, ISSNe 1806-5023

Licença Creative Commons
Revista licenciado pela Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.