A etnometodologia e a análise da conversação e da fala

Autores

  • Adalto Herculano Guesser Escola Superior da Amazônia

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Biografia do Autor

Adalto Herculano Guesser, Escola Superior da Amazônia

É autor do livro Software livre e controvérsias tecnocientíficas: uma análise sociotécnica no Brasil e em Portugal , publicado pela Editora Juruá, de Curitiba, em 2006. Atualmente é doutorando em Sociologia pela FEUC (Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra), no doutoramento em Pós-colonialismos e cidadania global, desenvolvido pelo CES (Centro de Estudos Sociais) e pela FEUC, em Coimbra, Portugal, com bolsa de doutorado pleno no exterior concedida pela CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior, do Ministério da Educação do Brasil), sob orientação do professor doutor Boaventura de Sousa Santos, com trabalho de tese intitulado Uma análise sociotécnica a partir do Sul: movimento software livre e lutas contra-hegemônicas por emancipação social e por justiça cognitiva no Brasil e em Portugal . É mestre em Sociologia Política pelo PPGSP (Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política) da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), em Florianópolis, Brasil, sob orientação da professora doutora Tamara Benakouche e pelo ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão), da UTL (Universidade Técnica de Lisboa), em Lisboa, Portugal, onde realizou estágio de um ano com parte da sua pesquisa desenvolvida neste país, supervisionado pela professora doutora Ilona Kovács, com a dissertação de mestrado intitulada Software livre e controvérsias tecnocientíficas: uma análise sociotécnica no Brasil e em Portugal . Atua na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia Política e Econômica, da Técnica e da Tecnologia. Neste currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da sua produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: software livre, globalização, pós-colonialimos, ALCA, MERCOSUL, EU, movimentos sociais, bancos multilaterais, BID, BIRD, FMI, conteúdo digital e Estado.

Downloads

Publicado

2003-12-01

Edição

Seção

Artigos