Rede de movimentos sociais: um breve estudo sobre o modelo de gestão da Rede Agroecológica EcoVida

Autores

  • Juliana de Jesus Grigoli Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1806-5023.2012v9n2p47

Palavras-chave:

movimentos sociais, redes de movimentos sociais, gestão social, participação, democracia

Resumo

Compreender a estrutura e a gestão das redes dos movimentos sociais como uma estratégia política que reúne sujeitos e atores sociais em torno de debates mais profundos sobre os conceitos de identidade, cidadania, sociedade civil organizada, emancipação social e democracia participativa, é o principal objetivo do presente estudo. Para tanto, tomaremos como objeto de análise as experiências organizativas da Rede Agroecológica EcoVida. A primeira parte do trabalho está centrada no debate conceitual procura unificar os conceito de movimentos sociais e redes sociais. Em seguida, apresenta-se um histórico e a análise das formas organizativas da Rede EcoVida. A terceira e última parte do estudo é uma reflexão teórica sobre as redes sociais e as novas formas de participação política na atualidade.

Biografia do Autor

Juliana de Jesus Grigoli, Universidade Federal de Santa Catarina

Sou doutoranda, vinculada ao Programa de Pós Graduação em Sociologia Política da Universidade Federal de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2012-12-02

Edição

Seção

Artigos