Madison e Dahl: da república a poliarquia

Autores

  • José Alexandre Silva Junior Universidade Federal de Alagoas
  • Dalson Britto Figueiredo Filho Universidade Federal de Pernambuco
  • Ranulfo Paranhos Universidade Federal de Alagoas
  • Gabriel Augusto Miranda Setti Universidade Federal de Alagoas
  • Willber Nascimento Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.5007/1806-5023.2014v11n2p42

Palavras-chave:

Separação de poderes, República, Poliarquia, Madison, Dahl

Resumo

Qual é a relação entre as teorias política clássica e contemporânea? O principal objetivo desse trabalho é responder a referida questão. Em termos metodológicos, examinam-se alguns conceitos analisados por James Madison e Robert Dahl em perspectiva comparada. Em particular, o foco repousa sobre as noções madisonianas de facção, separação de poderes e república e sobre o conceito de poliarquia proposto por Dahl. Dessa maneira, descrevemos a continua influência de certos aspectos próprios da teoria política clássica no modo como a teoria contemporânea lida com o tema. Concluímos que a contribuição dos autores clássicos permite que a teoria política contemporânea seja capaz de tentar oferecer explicações mais robustas aos “novos” problemas enfrentados pela disciplina.

Downloads

Publicado

2014-12-20

Edição

Seção

Artigos