As (re)configurações do campo jurídico e sua relação com a mídia na sociedade contemporânea

Charlene Dalcol, Maria Ivete Trevisan Fossá

Resumo


Este artigo promove uma reflexão teórica acerca das (re)configurações do campo jurídico e suas movimentações na sociedade contemporânea, colocando-as à luz dos processos de midiatização. Nossa ênfase é na relação de entrelaçamento entre o campo jurídico e o midiático, que acaba contribuindo para uma atuação espetacular da Justiça. Assumimos a pesquisa bibliográfica como metodologia para encontrar indícios que nos levem à reflexão, interpretação e tensionamento dos conceitos propostos pelos autores. Observamos, portanto, que as (re)configurações observadas nos movimentados do campo jurídico têm relação direta com o entrelaçamento do campo midiático e, da própria mídia, a este campo organizando um verdadeiro palco de visibilidade pública do judiciário.


Palavras-chave


Campos Sociais; Campo Jurídico; Campo Midiático; Mídia

Texto completo:

PDF/A

Referências


BARBERO, J. M. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: UFRJ, 1997.

BOURDIEU, P. La force du dutroit: Éléments pour une sociologie du champ juridique. Paris: Actes de la recherche em sciences sociales, 1986.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand, 1989.

BOURDIEU, P. Poder, derecho y classes sociales. Bilbão: Editorial Desclée de Brouwer, 2000.

BOURDIEU, P.; TEUBNER, G. La fuerza del derecho. Bogotá: Uniandes, 2000.

BRAGA, J. L. Os estudos de interface como espaço de construção do Campo da Comunicação. Revista Contracampo, n. 10/11, 2004.

BRAGA, J. L. Constituição do campo da comunicação. Verso e Reverso, v. 25, n. 58, jan-abr 2011.

BRAGA, J. L. et al. (org.). 10 perguntas para a produção de conhecimento em comunicação. São Leopoldo: Unisinos, 2013.

CARTACAPITAL. Lula é denunciado pela força-tarefa da Lava Jato. CartaCapital, 14 set. 2016 [online]. Disponível em: http://www.cartacapital.com.br/politica/lula-e-denunciado-lava-jato. Acesso em: 15 nov. 2016.

FAUSTO NETO, A. Midiatização, prática social: prática de sentido. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO. Compós, 15, 2006, Bauru. Anais eletrônicos. Disponível em: http://docslide.com.br/education/midiatizacao-pratica-social-pratica-de-sentido-de-antonio-fausto-neto.html. Acesso em: 15 nov. 2016.

FAUSTO NETO, A. Enunciação, auto-referencialidade e incompletude. Revista Famecos, Porto Alegre, n. 34, dez. 2007.

FOSSÁ, M. I.; KEGLER, J. Q. Da sociedade midiática à sociedade midiatizada: a complexificação da ambiência organizacional. In: DUARTE, E. B.; CASTRO, M. L. D. de (org.). Em torno das mídias: práticas e ambiências. Porto Alegre: Sulina, 2008.

G1.GLOBO. Afinal, procurador da Lava Jato disse 'não temos prova, temos convicção'?. G1.Globo, 16 set. 2016 [online]. Disponível em: http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/2016/09/afinal-procurador-da-lava-jato-disse-nao-temos-prova-temos-conviccao.html. Acesso em: 15 nov. 2016.

HJARVARD, S. A midiatização da cultura e da sociedade. São Leopoldo: Unisinos, 2014.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. de A. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2006.

LINDNER, J.; MOURA, R. M. Teori diz que procuradores da Lava Jato fizeram 'espetáculo midiático' em denúncia contra Lula. O Estado de S. Paulo, 04 out. 2016 [online]. Disponível em: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,teori-diz-que-procuradores-da-lava-jato-fizeram-espetaculo-midiatico-em-denuncia-contra-lula,10000080176. Acesso em: 15 nov. 2016.

MADEIRA, L. M. O Direito das Teorias Sociológicas de Pierre Bourdieu e Niklas Luhmann. Direito & Justiça, Revista de Direito da PUCRS. Porto Alegre, v. 33, n. 1, p. 19-39, 2007.

MATA, M. C. De la cultura massiva a la cultura mediática. Diálogos de la comunicación, n. 56, 1999.

MARTINO, L. M. S. Mídia e poder simbólico. São Paulo: Paulus, 2003.

NETO, J. S. O campo jurídico em Pierre Bourdieu: a produção de uma verdade a partir da noção de propriedade privada nos manuais de Direito. Revista Sequência, n 16, p.83-100, 2008.

PÉRSIGO, P.; FOSSÁ, I. Da Sociedade Midiática à Midiatizada: uma atualização da comunicação organizacional. In: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, XI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul. Novo Hamburgo, 17-19 mai. 2010.

RODRIGUES, A. D. Estratégias da comunicação. Lisboa: Presença, 1997.

RODRIGUES, A. D. A gênese do campo dos media. In: SANTANA, R. N. (org.). Reflexões sobre o mundo contemporâneo. Teresina: Renan, 2000.

SFEZ, L. Critique de la décision. Paris: Presse de la FNSP, 1992.

SGORLA, F. A Visibilidade Midiática: da sociedade midiática à sociedade midiatizada. Tecer (Belo Horizonte), v. 9, p. 1-10, 2009.

SILVERSTONE, R. A textura da experiência. In: ______. Por que estudar a mídia? São Paulo: Loyola, 2003.

SODRÉ, M. Antropológica do espelho: uma teoria da comunicação linear em rede. 6. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

SODRÉ, M. Comunicação: um campo em apuros teóricos. Matrizes, São Paulo, ano 5, n. 2, jan.-jun., p. 11-27, 2012.

THOMPSON, J. B. Ideologia e cultura moderna. Petrópolis: Vozes, 1990.

THOMPSON, J. B. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Petrópolis: Vozes, 2008.




DOI: https://doi.org/10.5007/1806-5023.2019v16n1p275

Direitos autorais 2019 Charlene Dalcol, Maria Ivete Trevisan Fossá

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Em Tese, revista do PPGSP da UFSC, Brasil, ISSNe 1806-5023

Licença Creative Commons
Revista licenciado pela Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.