As (re)configurações do campo jurídico e sua relação com a mídia na sociedade contemporânea

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1806-5023.2019v16n1p275

Palavras-chave:

Campos Sociais, Campo Jurídico, Campo Midiático, Mídia

Resumo

Este artigo promove uma reflexão teórica acerca das (re)configurações do campo jurídico e suas movimentações na sociedade contemporânea, colocando-as à luz dos processos de midiatização. Nossa ênfase é na relação de entrelaçamento entre o campo jurídico e o midiático, que acaba contribuindo para uma atuação espetacular da Justiça. Assumimos a pesquisa bibliográfica como metodologia para encontrar indícios que nos levem à reflexão, interpretação e tensionamento dos conceitos propostos pelos autores. Observamos, portanto, que as (re)configurações observadas nos movimentados do campo jurídico têm relação direta com o entrelaçamento do campo midiático e, da própria mídia, a este campo organizando um verdadeiro palco de visibilidade pública do judiciário.

Biografia do Autor

Charlene Dalcol, UFSM

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Integrante do Grupo de Pesquisa "Comunicação Institucional e Organizacional" da UFSM, registrado no CNPq. Professora Universitária e bacharel em Comunicação Social - Relações Públicas pela UFSM.

Maria Ivete Trevisan Fossá, UFSM

Doutora em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Mestra em Comunicação Social (UMESP). Estágio pós-doutoral pela Universidade Nacional de Quilmes/Argentina. Professora Associada nível II do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Atua na graduação de Comunicação Social e nos Programas de Pós-Graduação de Comunicação e de Administração da UFSM. Tutora do Grupo PET Ciências Sociais Aplicadas da UFSM e líder do Grupo de Pesquisa "Comunicação Institucional e Organizacional" da UFSM, registrado no CNPq.

Referências

BARBERO, J. M. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: UFRJ, 1997.

BOURDIEU, P. La force du dutroit: Éléments pour une sociologie du champ juridique. Paris: Actes de la recherche em sciences sociales, 1986.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand, 1989.

BOURDIEU, P. Poder, derecho y classes sociales. Bilbão: Editorial Desclée de Brouwer, 2000.

BOURDIEU, P.; TEUBNER, G. La fuerza del derecho. Bogotá: Uniandes, 2000.

BRAGA, J. L. Os estudos de interface como espaço de construção do Campo da Comunicação. Revista Contracampo, n. 10/11, 2004.

BRAGA, J. L. Constituição do campo da comunicação. Verso e Reverso, v. 25, n. 58, jan-abr 2011.

BRAGA, J. L. et al. (org.). 10 perguntas para a produção de conhecimento em comunicação. São Leopoldo: Unisinos, 2013.

CARTACAPITAL. Lula é denunciado pela força-tarefa da Lava Jato. CartaCapital, 14 set. 2016 [online]. Disponível em: http://www.cartacapital.com.br/politica/lula-e-denunciado-lava-jato. Acesso em: 15 nov. 2016.

FAUSTO NETO, A. Midiatização, prática social: prática de sentido. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO. Compós, 15, 2006, Bauru. Anais eletrônicos. Disponível em: http://docslide.com.br/education/midiatizacao-pratica-social-pratica-de-sentido-de-antonio-fausto-neto.html. Acesso em: 15 nov. 2016.

FAUSTO NETO, A. Enunciação, auto-referencialidade e incompletude. Revista Famecos, Porto Alegre, n. 34, dez. 2007.

FOSSÁ, M. I.; KEGLER, J. Q. Da sociedade midiática à sociedade midiatizada: a complexificação da ambiência organizacional. In: DUARTE, E. B.; CASTRO, M. L. D. de (org.). Em torno das mídias: práticas e ambiências. Porto Alegre: Sulina, 2008.

G1.GLOBO. Afinal, procurador da Lava Jato disse 'não temos prova, temos convicção'?. G1.Globo, 16 set. 2016 [online]. Disponível em: http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/2016/09/afinal-procurador-da-lava-jato-disse-nao-temos-prova-temos-conviccao.html. Acesso em: 15 nov. 2016.

HJARVARD, S. A midiatização da cultura e da sociedade. São Leopoldo: Unisinos, 2014.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. de A. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2006.

LINDNER, J.; MOURA, R. M. Teori diz que procuradores da Lava Jato fizeram 'espetáculo midiático' em denúncia contra Lula. O Estado de S. Paulo, 04 out. 2016 [online]. Disponível em: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,teori-diz-que-procuradores-da-lava-jato-fizeram-espetaculo-midiatico-em-denuncia-contra-lula,10000080176. Acesso em: 15 nov. 2016.

MADEIRA, L. M. O Direito das Teorias Sociológicas de Pierre Bourdieu e Niklas Luhmann. Direito & Justiça, Revista de Direito da PUCRS. Porto Alegre, v. 33, n. 1, p. 19-39, 2007.

MATA, M. C. De la cultura massiva a la cultura mediática. Diálogos de la comunicación, n. 56, 1999.

MARTINO, L. M. S. Mídia e poder simbólico. São Paulo: Paulus, 2003.

NETO, J. S. O campo jurídico em Pierre Bourdieu: a produção de uma verdade a partir da noção de propriedade privada nos manuais de Direito. Revista Sequência, n 16, p.83-100, 2008.

PÉRSIGO, P.; FOSSÁ, I. Da Sociedade Midiática à Midiatizada: uma atualização da comunicação organizacional. In: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, XI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul. Novo Hamburgo, 17-19 mai. 2010.

RODRIGUES, A. D. Estratégias da comunicação. Lisboa: Presença, 1997.

RODRIGUES, A. D. A gênese do campo dos media. In: SANTANA, R. N. (org.). Reflexões sobre o mundo contemporâneo. Teresina: Renan, 2000.

SFEZ, L. Critique de la décision. Paris: Presse de la FNSP, 1992.

SGORLA, F. A Visibilidade Midiática: da sociedade midiática à sociedade midiatizada. Tecer (Belo Horizonte), v. 9, p. 1-10, 2009.

SILVERSTONE, R. A textura da experiência. In: ______. Por que estudar a mídia? São Paulo: Loyola, 2003.

SODRÉ, M. Antropológica do espelho: uma teoria da comunicação linear em rede. 6. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

SODRÉ, M. Comunicação: um campo em apuros teóricos. Matrizes, São Paulo, ano 5, n. 2, jan.-jun., p. 11-27, 2012.

THOMPSON, J. B. Ideologia e cultura moderna. Petrópolis: Vozes, 1990.

THOMPSON, J. B. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Petrópolis: Vozes, 2008.

Downloads

Publicado

2019-06-06