Estudantes na rua: interpretando o cunho democrático das manifestações pelo transporte público de Florianópolis em 2010

Fernanda Natasha Bravo Cruz, Cleber Jose Bosetti, Luciane Manika Espíndola, Nathália Schweder, Treicy Giovanella da Silveira, Aglaé Isadora Tumelero, Neivania Theodoro

Resumo


Em maio de 2010, a Frente de Luta pelo Transporte Público de Florianópolis, que conta com mais de quarenta grupos da sociedade civil do município, mobilizou mais de cinco mil pessoas entre passeatas e atos simbólicos constituídos em torno da insatisfação com o aumento da tarifa do transporte coletivo. Partindo de um delineamento sumário de conceitos de democracia bastante consolidados na literatura, serão interpretadas quais concepções de democracia a que se referem os manifestantes dos eventos de protesto compostos pela Frente e, por outro lado, quais teorias democráticas se aproximam do tratamento do Estado às mesmas manifestações. As relações entre Estado e sociedade civil, que por vezes tiveram a violência policial como mediadora, foram observadas fundamentalmente a partir de relatos de manifestantes.

 


Palavras-chave


Democracia; Transporte público; Protesto

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1806-5023.2011v8n2p33

Direitos autorais 2011 Fernanda Natasha Bravo Cruz, Cleber Jose Bosetti, Luciane Manika Espíndola, Nathália Schweder, Treicy Giovanella da Silveira, Aglaé Isadora Tumelero, Neivania Theodoro

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Em Tese, revista do PPGSP da UFSC, Brasil, ISSNe 1806-5023

Licença Creative Commons
Revista licenciado pela Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.