Ciberativismo: a guerra da WikiLeaks contra os segredos de Estado

Carole Ferreira da Cruz, Carole Ferreira da Cruz

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2012v9n1p90

Resenha do livro WikiLeaks: a guerra de Julian Assange contra os Segredos de Estado (Editora Verus, 2011, 336 p.), no qual os repórteres investigativos do The Guardian, David Leigh e Luke Harding, contam os bastidores do maior vazamento da história, que revelou ao mundo detalhes obscuros da diplomacia mundial e das guerras do Afeganistão e do Iraque. A partir da análise do livro-reportagem sobre a organização WikliLeaks, pretendemos refletir sobre os mecanismos de resistência e atuação contra-hegemônica no contexto das redes abertas pelas tecnologias digitais.


Palavras-chave


Internet; WikiLeaks; ciberativismo; política

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/1806-5023.2012v9n1p90

Direitos autorais 2012 Carole Ferreira da Cruz, Carole Ferreira da Cruz

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Em Tese, revista editada por discentes do PPGSP da UFSC, Brasil, ISSNe 1806-5023

Licença Creative Commons
Revista licenciado pela Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.