A moderna política dos castigos uma perspectiva da punição em Michel Foucault

Daniel de Souza Lemos

Resumo


O presente artigo pretende abordar o conceito de punição, presente na obra do filósofo francês Michel Foucault, a partir das transformações que tal idéia sofreu, com repercussões em todo o Ocidente, especialmente a partir do século XVIII, tomando-se como modelo a sua ocorrência na Sociedade Francesa.

Para isso procedeu-se à análise de obras relevantes do pensador estudado, especialmente aquelas em que o mesmo aborda, de forma mais direta, a questão ora examinada. A pesquisa teve como foco inicial a obra “Vigiar e Punir - História da Violência nas Prisões”, escrita em 1975, especialmente a sua segunda parte, “Punição”, em que Foucault, no capítulo segundo, trata da “Punição Generalizada”.


Palavras-chave


Foucault; Castigo; Punição; Violência; Sociedade

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/1806-5023.2013v10n1p114

Direitos autorais 2013 Daniel de Souza Lemos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Em Tese, revista do PPGSP da UFSC, Brasil, ISSNe 1806-5023

Licença Creative Commons
Revista licenciado pela Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.