Para uma sociologia do carisma na atualidade: ensaio para leitura do carisma de Samora Machel

Hélio Bento Maúngue

Resumo


O presente artigo é uma analisa sobre os usos e apropriações feitas da personalidade e qualidades carismáticas de Samora Machel. Pretendemos demonstrar que depois de morto o seu carisma prevalece e perdura no cotidiano, bem como que a relação emocional entre o líder e o povo continua. Apontamos que, nos dias atuais políticos, artistas, bem como cidadãos em geral fazem uso e apropriam-se, de modo racional e calculista, do carisma samoriano para obter benesses. Apontamos também que ainda hoje é Samora que as pessoas apelam e chamam para a resolução da grande maioria dos problemas da sociedade moçambicana. Assim, desencadeia-se um uso e apropriação político, socioeconômico e sociocultural do carisma samoriano. Tal uso e apropriação tornam o carisma um fenômeno objetivado e rotinizado. 


Palavras-chave


Samora Machel; Samorismo; Carisma; Apropriação; Moçambique

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1806-5023.2014v11n1p91

Direitos autorais 2014 Hélio Bento Maúngue

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Em Tese, revista do PPGSP da UFSC, Brasil, ISSNe 1806-5023

Licença Creative Commons
Revista licenciado pela Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.