Direito de morte e dever de vida: a mídia como canal de tecnologias políticas

Jeferson Bertolini

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2015v12n1p64

Este artigo trata de duas tecnologias políticas descritas por Michel Foucault: o direito de causar a morte e o poder de causar a vida. O texto resgata dois temas tratados pelo autor (suplício e biopoder) para discutir dois eventos em voga na mídia: o fuzilamento de traficantes na Indonésia (direito de causar a morte?) e o avanço do noticiário em prol de uma vida saudável (poder de causar a vida?). O manuscrito conclui que a interação dessas tecnologias políticas promove uma espécie de habitus moderno, que produzir corpos politicamente dóceis e economicamente rentáveis.


Palavras-chave


Suplício; Biopoder; Foucault; Políticas da Vida

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1806-5023.2015v12n1p64

Direitos autorais 2015 Jeferson Bertolini

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Em Tese, revista editada por discentes do PPGSP da UFSC, Brasil, ISSNe 1806-5023

Licença Creative Commons
Revista licenciado pela Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.