Educação e conhecimento político: duas faces de uma mesma moeda ou moedas diferentes?

Robert Lee Vidigal, Álvaro João Pereira Filho

Resumo


O papel da educação formal na sofisticação política dos indivíduos é alvo de amplo debate. Entretanto, a educação, principalmente o ensino superior, fornece ferramentas para o entendimento sobre política, socializa valores cívicos e cria contatos sociais importantes para o acesso à informação, que são essenciais para a construção de um cidadão sofisticado. Utilizando-se do ESEB 2010 e 2014, avaliamos tanto a existência de efeito de cada grau de educação formal sobre o conhecimento factual de assuntos políticos. A partir dos resultados, afirmamos que a escolaridade não deve ser tratada de forma linear, já que o ensino superior aparece como divisor de águas na naturalização do mundo político, e, portanto, educação deve ser tratada através de categorias dicotômicas que represente cada grau educacional.

Palavras-chave


Ciência Política; Educação

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2017 Em Tese

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Em Tese, revista editada por discentes do PPGSP da UFSC, Brasil, ISSNe 1806-5023

Licença Creative Commons
Revista licenciado pela Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.