O conceito de história na organização da história do pensamento social e político brasileiro em Alberto Guerreiro Ramos e Nelson Werneck Sodré

Helio Maurício Pirajá Cannone

Resumo


O trabalho pretende explorar como que dois autores nacionalistas que se enquadravam na esquerda do espectro político e atuaram como intelectuais do Instituo Superior de Estudos Brasileiros construíam a importância do conceito de História para a formulação de seus projetos políticos a luz das concepções teóricas que os influenciavam. No caso de Nelson Werneck Sodré, o marxismo e o no caso de Alberto Guerreiro Ramos principalmente a sociologia do conhecimento de Karl Mannheim. Isso será feito a partir da análise de alguns textos dos autores publicados durante os anos 1950 e 1960 (enquanto atuavam no ISEB) na qual eles propunham uma interpretação histórica do Brasil.  Feito isso, pretende-se demonstrar a importância deste conceito de história na formulação da História do pensamento social e político brasileiro que cada um dos autores organiza. Para tal análise, mapear o conceito de ideologia de cada um dos autores faz-se fundamental. 


Palavras-chave


Pensamento Político Brasileiro; História e Política; Nacionalismo

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2017 Em Tese

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Em Tese, revista editada por discentes do PPGSP da UFSC, Brasil, ISSNe 1806-5023

Licença Creative Commons
Revista licenciado pela Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.