Nem o cuidado de si, nem o cuidado do outro: o consumismo na pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1806-5023.2021.e78068

Palavras-chave:

Cuidado de si, Consumismo, Pandemia

Resumo

Este ensaio relaciona o consumismo na sociedade brasileira durante a Pandemia da Covid-19, como expressão da sociedade de consumo de Bauman, ao conceito de cuidado de si em Foucault. Com a abertura de lojas e comércios, parte da população aderiu a volta às compras, provocando constantes aglomerações, enquanto o número de mortos ainda se mantinha estável. Diante desse contexto, e considerando o cuidado de si e, consequentemente, o cuidado dos outros, o argumento central do trabalho é o de que a pandemia evidenciou o consumismo ao mesmo tempo em que acentuou a fragilidade da cidadania.

Biografia do Autor

Simã Catarina de Lima Pinto, Universidade Federal Fluminense - UFF, Programa de Pós-graduação em Sociologia e Direito.

Doutoranda e Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Direito na Universidade Federal Fluminense - UFF. Mestranda em Filosofia também pela Universidade Federal Fluminense. Pós-graduada em Filosofia Contemporânea e em Direito Público. Advogada.

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Bauman sobre Bauman: diálogos com Keith Tester. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

BAUMAN,Zygmunt. O mal-estar da pós-modernidade. Trad. de MauroGama e Cláudia Martinelli Gama. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

BAUMAN, Zygmunt; MAY, Tim. Aprendendo a pensar com a sociologia. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

BBC NEWS BRASIL. Em gráfico, os 10 países do mundo com mais mortes per capita por covid-19. BBC News Brasil, 2 out. 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-54390838. Acesso em: 11 out. 2020.

BERTONI, Estêvão. Como Bolsonaro desautoriza seus ministros da Saúde. Nexo, 21 out. 2020. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2020/10/21/Como-Bolsonaro-desautoriza-seus-ministros-da-Sa%C3%BAde. Acesso em: 26 out. 2020.

CANDIOTTO, Cesar. Foucault, cuidado de si e inquietude. In: INCERTI, Fabiano; OLIVEIRA, Jelson. Filosofia e interioridade. Curitiba: PUCPRESS, 2019.

CAVALCANTE, Luciana. Inauguração causa aglomeração e loja da Havan é fechada em Belém. Uol, Belém, 12 out. 2020. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2020/10/10/pa-inauguracao-causa-aglomeracao-e-havan-e-autuada-por-crime-contra-saude.htm. Acesso em: 20 out. 2020.

FIOCRUZ. Monitora Covid-19. Painel Brasil. 08 dez. 2020. Disponível em: https://bigdata-covid19.icict.fiocruz.br/. Acesso em: 08 dez. 2020.

FOUCAULT, Michel. Tecnologias de si, 1982. Verve, n. 6, p. 321-360, 2004.

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 3:o cuidado de si. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque. Rio de Janeiro; São Paulo: Paz e Terra, 2017.

HAN, Byung-Chul. No enxame: perspectivas do digital. Trad. Lucas Machado. Petrópolis, RJ: Vozes, 2018.

HAN, Byung-Chul. Por que a Ásia está melhor que a Europa na pandemia? O segredo está no civismo. El País, 30 out. 2020. Disponível em: https://brasil.elpais.com/internacional/2020-10-30/por-que-a-asia-esta-melhor-que-a-europa-na-pandemia-o-segredo-esta-no-civismo.html?outputType=amp. Acesso em: 01 nov. 2020.

HORTON, Richard. Offline: COVID-19 is not a pandemic. The Lancet, v. 396, 26 set. 2020. Disponível em: https://www.thelancet.com/action/showPdf?pii=S0140-6736%2820%2932000-6. Acesso em: 18 out. 2020.

MBEMBE, Achille. O direito universal à respiração. Instituto Humanitas Unisinos, São Leopoldo, 17 abr. 2020. Disponível em http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/598111-o-direito-universal-a-respiracao-artigo-de-achille-mbembe. Acesso em: 18 out. 2020

PICHONELLI, Matheus. Corrida para o shopping é sintoma de uma sociedade confinada há anos. Blog do Pichonelli, 22 jun. 2020. Disponível em https://matheuspichonelli.blogosfera.uol.com.br/2020/06/22/corrida-para-o-shopping-e-sintoma-de-uma-sociedade-confinada-ha-anos/. Acesso em: 10 out. 2020.

SENNET, Richard. O declínio do homem público. Trad. Lygia Araujo Watanabe. Rio de Janeiro: Record, 2014.

SINGER, Merrill et al. Syndemics and the biosocial conception of health. The Lancet, n. 389(10072), p. 941-950, mar. 2017. Disponível em https://www.researchgate.net/publication/314200704_Syndemics_and_the_biosocial_conception_of_health. Acesso em: 18 out. 2020.

SINGER, Merrill; CLAIR, Scott. Syndemics and Public Health: Reconceptualizing Disease in Bio-Social Context. Medical Anthropology Quarterly, n. 17, v. 4, p. 423-441, jan. 2004. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/8924026_Syndemics_and_Public_Health_Reconceptualizing_Disease_in_Bio-Social_Context. Acesso em: 18 out. 2020.

SOBRINHO, Wanderley Preite. Brasil ultrapassa 40 mil mortes por coronavírus, aponta consórcio. Uol, São Paulo, 11 jun. 2020. Disponível em https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/06/11/brasil-ultrapassa-40-mil-mortes-por-covid-19-aponta-consorcio.htm. Acesso em: 16 out. 2020.

TELES, Lelê. Loja do Rio que causou tumulto e aglomeração em plena pandemia é interditada. Forum, 22 ago. 2020. Disponível em: https://revistaforum.com.br/brasil/loja-do-rio-que-causou-tumulto-e-aglomeracao-em-plena-pandemia-e-interditada/. Acesso em: 12 out. 2020.

UOL. Shopping de Blumenau tem aglomeração em reabertura ao som de saxofone. Uol, São Paulo, 22 abr. 2020. Disponível em:https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2020/04/22/shopping-de-blumenau-tem-aglomeracao-em-reabertura-ao-som-de-saxofone.htm. Acesso em: 12 out. 2020.

YAZBEK, André Constantino. Ou a vida ou o lucro: a disjuntiva neoliberal ea gestão política da morte em tempos de pandemia. Voluntas: Revista Internacional de Filosofia. v. 11, n. 47, p. 02-08, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/voluntas/article/view/44004. Acesso em 26 out. 2020.

Downloads

Publicado

2021-02-10

Edição

Seção

Seção Especial: COVID-19