Max Weber no século XXI: entrevista com Stephen Kalberg

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1806-5023.2021.e79009

Palavras-chave:

Max Weber, Atualidade da teoria weberiana, Teoria sociológica

Resumo

Os anos de 2020, 2021 e 2022 formam um triênio memorável para a teoria weberiana. Em 2020 nós rememoramos os 100 anos de falecimento de Weber. Em 2021, comemoramos o jubileu da publicação póstuma da grandiosa obra “Economia e Sociedade” [Wirtschaft und Gesellschaft] - considerada a mais importante obra sociológica do século XX, segundo pesquisa de opinião do Comitê do Programa de Congresso da ISA (International Sociological Association). No ano vindouro, 2022, relembraremos o centenário dos “Ensaios Reunidos de Sociologia da Religião” [Gesammelte Aufsätze zur Wissenschaftslehre]. 

Cem anos se passaram desde as publicações inaugurais de Weber e elas ainda são uma fonte inexorável de aprendizados, seja através da análise de seus aspectos histórico-hermenêuticos, seja na discussão sobre sua a atualidade. As publicações do professor Dr. Stephen Kalberg, um expoente da exegese especializada, demonstram a capacidade de leitura dos fenômenos atuais que a teoria weberiana possui. Stephen Kalberg é professor do Departamento de Sociologia da Universidade de Boston e autor de inúmeros artigos de impacto, dentre os quais destacamos Max Weber's types of rationality: Cornerstones for the analysis of rationalization processes in history. No recente livro Searching the Spirit of American Democracy: Max Weber on a Unique Political Culture, Past Present, and Future (obra traduzida para o francês, grego, italiano, japonês, português – no prelo, espanhol e coreano), por exemplo, o autor recorre reconstrói a especificidade do espírito da democracia americana de modo a evidenciar a atualidade da obra de Weber. 

Biografia do Autor

Bruna dos Santos Bolda, UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina

Atualmente é doutoranda em Sociologia e Ciência Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e bolsista CNPq. Possui mestrado em Sociologia Política pela mesma instituição. Fez licenciatura em Ciências Sociais na Universidade Regional de Blumenau (FURB). Foi bolsista, durante a graduação, de Iniciação Científica PIPe/Artigo 170 (2014 a 2017). Atuou como Professora de Sociologia e Filosofia no Instituição de Ensino Centro Educacional Recriarte em 2015. Em 2019 foi professora nos cursos de graduação da Faculdade Porto das Águas (FAPAG). Atualmente desenvolve pesquisas sobre o pensamento de Max Weber, discutindo principalmente os temas racionalidade, epistemologia e metodologia.

Referências

BENDIX, Reinhard. Max Weber: um perfil intelectual. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1986.

HANKE, Edith. Max Weber in Zeiten des Umbruchs: zur Aktualität und weltweiten Rezeption eines Klassikers. In: ROSENBACH, Harald; KAISER, Michael. Max Weber in der Welt: Rezeption und Wirkung. Tübingen: Mohr Siebeck, 2014.

KALBERG, Stephen. The "Spirit of Capitalism" Revisited: On the New Translation of Weber's "Protestant Ethic" (1920). Max Weber Studies. v. 2, n. 1, p. 41-58, 2001.

MATA, Sérgio da. A weberianização do mundo. Revista de História, v. 174, p. 423-432, 2016.

SELL, Carlos Eduardo. Weber no Século XXI: Desafios e Dilemas de um Paradigma. Dados, Rio de Janeiro, v. 57, n. 34, p. 35-71, jan./mar. 2014.

Downloads

Publicado

2021-02-10

Edição

Seção

Dossiê