Teoria e prática na oficina de expressão gráfico-visual para multiplicadores

Richard Perassi Sousa

Resumo


Este texto apresenta as razões teóricas e os procedimentos que estruturam as práticas de livre expressão artística no trabalho com adolescentes e com adultos. O objetivo é indicar e justificar a teoria, os procedimentos pedagógicos e as atividades práticas desenvolvidas junto a multiplicadores para liberação da expressividade plástica e gráfica, como exercício de manifestação pessoal no contexto social. O método adotado prevê a justificativa teórica e o desenvolvimento de atividades de expressão artística gráfico-visual, como campo de interação entre o sujeito expressivo e seu universo interior. Essas atividades são motivadas pela necessidade de expressão, que é inerente aos seres humanos, requerendo do ministrante e dos participantes planejamento e organização. Por isso, além da finalidade auto-expressiva, as atividades propostas servem de princípio organizador do sujeito expressivo para vida social e o mundo do trabalho. Aqui são retomadas as questões pertinentes ao campo teórico-prático das teorias “Livre Expressão” e “Educação através da Arte”.  Os procedimentos aqui descritos foram desenvolvidos com professores, artistas e outros participantes da “Oficina de Expressão Gráfico-Visual para Multiplicadores” realizada no Departamento de Arte e Cultura (DAC/UFSC), dentro do Projeto Arte na Escola, nos anos de 2008 e 2009.

Palavras-chave


Expressão Artística; Manifestação Pessoal; Inclusão Social

Texto completo:

PDF-A


DOI: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2010v7n10p90



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.