O uso de dicionários escolares em produções textuais de alunos do ensino fundamental

Autores

  • Rosane Maria Bolzan Universidade Estadual de Londrina - PR

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2012v9n14p20

Palavras-chave:

Dicionário, Produção textual, Ensino fundamental

Resumo


Esta pesquisa é de natureza empírica, de cunho qualitativo-interpretativo, além de configurar-se como colaborativa. Utilizaram-se pressupostos teóricos advindos de estudos da Lexicografia e da Metalexicografia pedagógica (Welker (2006, 2008), Krieger (2006, 2007), Leffa, (2000), Coroa, (2011)) e da sua relação com a Linguística Aplicada. Objetivou-se investigar os efeitos do uso orientado de dicionários escolares no incremento de produções textuais de alunos do Ensino Fundamental em uma turma de quinto ano do Ensino Fundamental. Houve uma intervenção no grupo de alunos, denominado grupo de Experimentação (GE) com um trabalho sobre o uso de dicionários escolares (Tipos 1, 2 e 3) em produções textuais. A coleta de dados incluiu três textos de cada aluno com diferentes intervenções (dos colegas, dos professores e dos dicionários), em uma turma de 25 alunos, durante o segundo semestre letivo de 2011 em uma escola municipal de Garopaba/SC. Os resultados da pesquisa apontaram que a maioria dos alunos (23) que constituíram o GE aumentou o vocabulário em textos reescritos, bem como melhorou na estruturação e no detalhamento dos elementos narrativos. Os textos reescritos com a intervenção dos dicionários resultaram mais detalhados e elaborados, por meio do uso do vocabulário estudado durante os processos de interação entre professor/aluno, aluno/aluno, aluno/dicionários. Neste artigo, exemplifica-se o trabalho com a amostra de análise de um aluno do GE.

Downloads

Publicado

2012-12-16