Saúde Mental na Atenção Básica: Potencialidades Para a Construção de Redes de Atenção a Saúde

Maria Denise Schimith, Maria de Lourdes Denardin Budó, Bruna Simon Sodré, Franciele Savian Batistella, Dyan Jamilles Teixeira Brum

Resumo


 

Objetiva-se relatar a experiência destacando aprendizados, limites e avanços da saúde mental na atenção básica, de um projeto de extensão desenvolvido em uma Unidade de Saúde da Família do interior do Rio Grande do Sul, Brasil; em ação desde 2008. A principal ferramenta são as visitas domiciliares, realizadas por docentes e discentes do curso de enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria. Os resultados são apresentados em dois eixos temáticos: “ressocializar: um processo que necessita vínculo e rede”; “sequelas de uma história de abandono”. Destaca-se a importância de uma rede atenção à saúde mental articulada e pautada nos princípios do Sistema Único de Saúde para que o eixo norteador da reforma psiquiátrica resgate a cidadania do usuário em sofrimento psíquico.


Palavras-chave


Saúde mental; Atenção primária à saúde; Sistema único de saúde; Continuidade da assistência ao paciente

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2014v11n18p22



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.