Do gabinete à comunidade: a experiência do Projeto Rondon na formação profissional no campo de públicas

Sonia Maria Martins Passos, Fernanda Santos de Souza Ayres, Breno de Paula de Andrade Cruz, Nathália Cândido da Silva, Sabrina Gomes dos Santos

Resumo


O objetivo deste artigo é problematizar o alinhamento da matriz curricular de um curso do campo de públicas à extensão universitária, usando como objeto de análise o Projeto Rondon. Por meio de um Estudo de Caso Descritivo (Yin, 2005) analisa-se por meio de uma análise documental e entrevistas em profundidade com discentes autores da proposta aprovada no edital do Projeto Rondon (Janeiro 2015), a aderência do conteúdo técnico e profissional no curso de graduação de uma instituição de ensino superior pública federal às demandas do mercado de trabalho - especificamente temas relacionados à saúde, educação, cultura, direitos humanos e justiça. Os resultados apresentados neste artigo evidenciam a importância dos elementos presentes na matriz curricular do curso analisado na construção de ações que fomentem a implementação de políticas públicas em temas relacionados à saúde, educação, cultura, direitos humanos e justiça, aproximando o futuro profissional ao campo de trabalho.


Palavras-chave


Extensão Universitária; Campo de Públicas; Projeto Rondon

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Plano Diretor de Reforma do Aparelho do Estado, 1995.

_____. (2014b). RESOLUÇÃO Nº 1, DE 13 DE JANEIRO DE 2014. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em Administração Pública, bacharelado, e dá outras providências.

______. DECRETO Nº 62.927, DE 28 DE JUNHO DE 1968. Institui, em caráter permanente, o Grupo de Trabalho "Projeto Rondon", e dá outras providências.

BRESSER-PEREIRA, L.C. Reflexõoes Sobre a Reforma Gerencial Brasileira de 1995. Revista do Serviço Público, 50. 1999.

COELHO, F.S. A problemática atual do ensino de graduação em Administração Pública no Brasil. Cadernos EBAPE,2008.

CRUZ, B. de P. A., MELO, W. dos S., MALAFAIA, F. C. B. e TENÓRIO, F. G. Extensão Universitária e Responsabilidade Social: 20 anos de Experiência de uma Instituição de Ensino Superior. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 5, n. 3, 2011, p. 03-16.

FLANKLIN, C.B. Segurança e Defesa na Amazônia . UNB, 2012.

FOLTRAN, E.P; PISACCO, N.M.T; FOLTRAN JUNIOR, D.C. Extensão Universitária e Articulação de Saberes: a proposta do LALUPE – Laboratório Lúdico Pedagógico. Revista Conexão UEPG, 2009.

GRAÇA, M.S; PAIS, S.B. Um Espaço Para a Experiência Prática no Ensino de Graduação: O Caso da Criação da Qualitas, a Empresa Júnior da Facamp. VI SEMEAD – Seminários em Administração. São Paulo, USP, 2003.

MORANI, C. do N.S. As universidades e o Regime Militar. Revista da Faculdade de Serviço Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2014.

MOTTA, R. P. S. As universidades e o Regime Militar: cultura política brasileira e modernização autoritária. 1. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

NOGUEIRA, M. das D. P (org.) Extensão Universitária: diretrizes conceituais e políticas (Documentos básicos do Fórum nacional de Pró-Reitores de extensão das universidades públicas brasileiras). Belo Horizonte: PROEX/UFMG, 2000.

OLIVEIRA, C. H. Qual é o Papel da Extensão Universitária? Algumas Reflexões Acerca da Relação entre Universidade, Políticas Públicas e Sociedade. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária. Belo Horizonte, 2004.

PAULA, A.P. P de. Administração Pública Brasileira Entre o Gerencialismo e a Gestão Social. Revista de Administração de Empresas, v.45, nº.1, 2005.

PIRES, V.; MIDLEJ e SILVA, S. de A.; FONSECA, S. A.; VENDRAMINI, P.; COELHO, F. de S. Dossiê - Campo de Públicas no Brasil: definição, movimento constitutivo e desafios atuais. Administração Pública e Gestão Social, 2014.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Pela mão de Alice: O social e o político na pós-modernidade. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 1997.

SANTOS, M. S. S.; MENDES, I. A. C. Projeto Rondon: a metodologia educativo-assistencial de trabalho do s estagiários universitários. Esc. Anna Nery R Enf, v.9, n.1, 2005.

SARAIVA, J. L. Papel da extensão universitária na formação de estudantes e professores. Brasília. Méd., 2007.

VERGARA, S. C.. Métodos de Pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 2005.

VIEIRA, C.S. Extensão Universitária: concepções presentes na formalização, em propostas e práticas desenvolvidas na universidade Federal do Paraná (1968 - 1987). Universidade Federal do Paraná, 2014.

ROMANO, R A. Universidade: entre as luzes e os nossos dias. In: ROMANO, Roberto A. (Org.). A crise da Universidade. Rio de Janeiro, Revan, 1998.

RAMOS, A. G. A nova ignorância e o futuro da administração pública na América Latina. Revista de Administração Pública. Rio de Janeiro. 17 (1): 32-65. jan./mar. 1983a.

______. Administração e contexto brasileiro: esboço de uma teoria geral da administração. 2. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1983b.

SERRANO, R.M.S. M. Conceitos de extensão universitária: um diálogo com Paulo Freire. Universidade Federal da Paraíba, 2010.

YIN, R. Estudo de Caso – Planejamento e Métodos. 3ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2016v13n21p166



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.