O núcleo de estudos açorianos: um olhar sobre a extensão na Universidade Federal de Santa Catarina

Carla Cristina Dutra Búrigo, Sandra Regina Velasques Pereira

Resumo


O objetivo deste artigo é compreender na visão dos gestores sobre as ações do Núcleo de Estudos Açorianos (NEA) no processo de desenvolvimento da atividade de extensão da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A pesquisa desenvolvida (PEREIRA, 2015) foi um estudo de caso, de natureza qualitativa. A coleta das informações foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas com gestores dos últimos dez anos, envolvidos no processo de desenvolvimento da atividade de cultura e de extensão da UFSC. A investigação evidencia uma contradição a ser superada, ou seja, o NEA, ao mesmo tempo em que é situado como uma prática de gestão, esta mesma prática é negada pela carência de uma Política Institucional de Cultura e Extensão. Neste contexto, o NEA, como atividade de extensão, fica a mercê do desejo da prática de gestão, desarticulado de um querer institucional, de uma Política Institucional.


Palavras-chave


Extensão; Cultura; Gestão Universitária

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 05 de outubro de 1988. 18. ed. atual. e ampl. São Paulo: Saraiva, 1998.

______. As metas do plano nacional de cultura. Brasília: Ministério da Cultura, 2012. Disponível em: . Acesso em: 25 jul.2013.

BÚRIGO, Carla Cristina Dutra. O trabalho acadêmico do professor universitário no processo de desenvolvimento do espaço público na universidade federal: um estudo de caso na Universidade Federal de Santa Catarina e na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2003. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Faculdade de Educação, Porto Alegre: UFRGS, 2003.

CALABRE, Lia (Org.). Políticas culturais: diálogo indispensável. Rio de Janeiro: Edições Casa de Rui Barbosa, 2005.

______. A I Conferência Nacional de Cultura: Análises das propostas de diretrizes. In: ______. Políticas culturais no Brasil: história e contemporaneidade. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, 2010.

CHAUÍ, Marilena. A universidade pública sob nova perspectiva. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, n. 24, set./dez. 2003. Disponível em: . Acesso em: 24 jul. 2013.

CHEPTULIN, Alexandre. A dialética materialista: categorias e leis da dialética. São Paulo:Alfa-Omega, 1982.

FORPROEX - FÓRUM DE PRÓ-REITORES DE EXTENSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS. Plano Nacional de Extensão Universitária. Ilhéus: Editus, 2001. Extensão Universitária, v.1.

______. Política Nacional de Extensão Universitária. 2012. Disponível em: . Acesso em: 14 de mai. 2014.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

LEAL, João. Cultura e identidade açoriana: o movimento açorianista em Santa Catarina. Florianópolis: Insular, 2007.

LOCH, Clesar Luis; CORREIA,Guilherme Silveira. A flexibilização do trabalho e da gestão de pessoas limitadas pela racionalidade instrumental. RCA – Revista de Ciências da Administração, Florianópolis, v. 6, n. 12, p. 1-25, jul./dez. 2004. Disponível em: . Acesso em: 12 set. 2014.

NOGUEIRA, Maria das Dores Pimentel. Políticas de extensão universitária brasileira: 1975-1999. Belo Horizonte: UFMG/FaE, 1999.

NOGUEIRA, Maria das Dores Pimentel (Org.). Extensão universitária: diretrizes conceituais e políticas. Belo Horizonte: Fórum Nacional de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas/UFMG, 2000.

PEREIRA, Sandra Regina Velasques. O núcleo de estudos açorianos: um olhar sobre a extensão na Universidade Federal de Santa Catarina. 2015. 105p. Dissertação (Mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Socioeconômico, Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária, Florianópolis, 2015.

RUBIM, Antônio Albino Canelas; BARBALHO, Alexandre (Org.). Políticas culturais no Brasil. Salvador: EDUFBA, 2007.

RUBIM, Antonio Albino Canelas. Políticas culturais do Governo Lula / Gil: Desafios e enfrentamentos. In: ______.; BAYARDO, Rubens (Orgs.). Políticas culturais na Ibero-América. Salvador: Edufba, 2008. p.51-74.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A universidade no século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da universidade. São Paulo: Cortez, 2011.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

______. Bases teórico-metodológicas da pesquisa qualitativa em ciências sociais: ideias gerais para a elaboração de um projeto de pesquisa. v. 4. Porto Alegre: Faculdades Integradas Ritter dos Reis, 2001. 151 p. v. 4. (Cadernos de Pesquisa Ritter dos Reis).

UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Convênio de cooperação e intercâmbio entre a Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil, e a Universidade dos Açores, Portugal. Florianópolis: UFSC, 1984.

______. Relatório de Atividades 2013. Secretaria de Cultura da UFSC. 2013. Disponível em: . Acesso em: 29 jul. 2014.

______. NEA - Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC. 2014a. Disponível em: . Acesso em: 29 jul. 2014.

______. Pró-reitoria de extensão da UFSC. 2014b. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2014.

______. Secretaria de cultura da UFSC. 2014c. Disponível em: . Acesso em: 19 mai. 2014.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2016v13n24p2



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.