Diagnóstico dos egressos do curso de Engenharia de Aquicultura da Universidade Federal de Santa Catarina

Cibeli da Silva, Jussara Orige Bach Gonçalves, Gilberto de Oliveira Moritz, Anita Rademaker Valença, Katt Regina Lapa

Resumo


O estudo teve como objetivo a busca de informações sobre o perfil dos egressos do curso de Engenharia de Aquicultura da UFSC, criado em 1999/1. Devido ao grande número de formados, a técnica utilizada para a coleta de dados foi a aplicação de um questionário online, com 20 perguntas. O link do questionário foi enviado através das redes sócias e alguns por telefone. Dos 460 egressos do curso, 304 responderam ao questionário. Destes, 90,46% estão empregados, 9,21% desempregados e 0,33% aposentado. O objetivo do trabalho foi atingido uma vez que 66% dos alunos responderam ao questionário, sendo possível realizar um diagnóstico e visualizar de maneira clara onde os profissionais formados estão trabalhando. Por ser um curso novo tanto na instituição de ensino como no Brasil, foi gratificante constatar que mais de 43% dos egressos do curso estão atuando no setor aquícola do estado e do país.


Palavras-chave


Egressos; Aquicultura; Atuação Profissional

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. DECRETO Nº 8.166 de 23, de dezembro de 2013, Regulamenta a Lei nº 12.382, de 25 de fevereiro de 2011, que dispõe sobre o valor do salário mínimo e a sua política de valorização de longo prazo. Diário Oficial da Republica Federativa do Brasil, Brasília, DF, n. 249, p. 01, 24 de dez. 2013. Seção 1, pt. 1.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua 4º trimestre de 2013. 2013. 35 p.

Diagnóstico dos egressos do Curso de Engenharia de Aquicultura da UFSC

KRUG, L. C. (org.). VIII Plano Setorial para os Recursos do Mar – PSRM. Formação de Recursos Humanos em Ciências do Mar: Estado da Arte e Plano Nacional de Trabalho 2012-2015 / Organizador Luis Carlos Krug. – Pelotas: Ed: Textos, 2012. 172p.

NOMURA, I. O Futuro da Pesca e da Aquicultura Marinha no mundo. Ciência e Cultura. São Paulo, vol. 62, nº 3. 2010. p. 28-32. Disponível em: http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php ?pid=S0009-67252010000300012&script=sci_arttext. Acesso em: 16 jun. 2014.

SANTA CATARINA. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina. Santa Catarina em Números: pesca e aquicultura. – Florianópolis: Sebrae/SC, 2010. 57p.

SÃO PAULO. CREA/SP. Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de São Paulo. O que é CREA?. 2011. Disponível em: http://www.creasp.org.br/institucional/o-que-e-o-crea-sp. Acesso em: 24 jun. 2014.

UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina. Curso de Engenharia de Aquicultura. Projeto Político Pedagógico do Curso (PPC) de Engenharia de Aquicultura/CCA/UFSC. Florianópolis: UFSC, 2010. 48 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1807-0221.2017v14n25p12



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.