Perfil dos pescadores da foz do rio Araguaia, Brasil

Carlos Eduardo Zacarkim, Fabricio Martins Dutra, Luciano Caetano de Oliveira

Resumo


O objetivo deste trabalho foi analisar a economia e os aspectos sociais da atividade de pesca artesanal da região da foz do rio Araguaia. Foram entrevistados 562 pescadores integrantes de seis colônias de pescadores: Araguatins (Z-1); Vitória Régia (Z-24); Araguanã (Z-3); Xambioá (Z-33); Piçarra (Z-55) e São Geraldo do Araguaia (Z-88). Os resultados demonstraram que os pescadores artesanais são formados, principalmente, por pessoas do sexo masculino, com baixa escolaridade, média de cinco integrantes na família, em sua maioria possuem casa e embarcação própria. Os pescadores estão em grande parte associados a uma colônia de pescadores e recebem em média de três salários mínimos. Observou-se ainda, que a maioria atua na atividade acima de seis horas diárias e tem como principal ferramenta de pesca a rede de emalhar. No contexto geral, compreende-se que a pesca artesanal faz parte de um modo de vida desta comunidade e que deve ser preservada. 


Palavras-chave


Pesca de Subsistência; Análise Social e Econômica; Bacia Amazônica

Texto completo:

PDF

Referências


AGOSTINHO, A. A., GOMES, L. C., PELICICE, F. M. Ecologia e manejo de recursos pesqueiros em reservatórios do Brasil. Maringá: EDUEM, 2007. 501 p.

ALENCAR, C. A. G. & MAIA, L. P. Perfil socioeconômico dos pescadores brasileiros. Arquivos Ciências do Mar, v. 44, p. 12-19. 2011.

ALMEIDA-FUNO, I. C. S., PINHEIRO, C. U. B., MONTELES, J. S. Identificação de tensores ambientais nos ecossistemas aquáticos da área de proteção ambiental (APA) da Baixada Maranhense. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 5, p. 74-85. 2010.

ALVES, D. C. & MINTE-VERA, C. V. Sciento metrican alysis of fresh water fisheries in Brazil: repeating paster rors. Reviews in Fish Biology and Fisheries, v. 23, p. 113-126. 2012.

ALVES DA SILVA, M. E. P., CASTRO, P. M. G., MARUYAMA, L. S., PAIVA, P. Levantamento da pesca e perfil socioeconômico dos pescadores artesanais profissionais no reservatório Billings. Boletim do Instituto de Pesca, v. 34, p. 553-561. 2009.

ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica. Contrato de concessão nº22/2002 –ANEEL AHE Santa Isabel. 2002. Disponível em:. Acesso em: 10 mai. 2016.

ARAGÃO, J. A. N. Análise da consistência estatística do programa de coleta de dados de desembarque de pescado, executado pelo Ibama, no Nordeste do Brasil. 1997. 193 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Pesca). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza. 1997.

BÉNÉ, C., MACFADYEN, G., ALLISON, E. M. Increasingthe contribution of small-scale fisheries to poverty alleviationand food security. FAO Fisheries Technical Paper. 2007. 125 p.

CAPELLESCO, A. J., CAZELLA, A. A. Pesca artesanal entre crise econômica e problemas socioambientais: estudo de caso nos municípios de Garopaba e Imbituba (SC). Ambiente e Sociedade, v. 14, p. 15-33. 2011.

CARDOSO, L. G. & HAIMOVICI, M. Caracterização tecnológica, social, econômica e ecológica da atividade pesqueira sediada em Passo de Torres, Santa Catarina, Brasil. Boletim do Instituto de Pesca, v. 37, p. 275–288. 2011.

CARDOSO, R. S., LANA, A. M. Q., TEIXEIRA, E. A., LUZ, R. K., FARIA, P. M. C. Caracterização socioeconômica da aquicultura ornamental na região da Zona da Mata Mineira. Boletim do Instituto de Pesca, v. 38, p. 89-96. 2012.

CARMO, K. A., COELHO-FILHO, P. A., OLIVEIRA, T. R. A. A pesca e o pescador de camarão do baixo São Francisco: O caso da comunidade de ponta mofina, Revista de Desenvolvimento Econômico. Edição especial, p. 523-539. 2015.

CARVALHO, E. D. & NOVAES, J. L. C. Artisanal fisheries in a Brazilian hyper eutrophic reservoir: Barra Bonita Reservoir, Middle Tietê River. Brazilian Journal Biology, v. 71, p. 821-832. 2011.

CINTRA I. H. A., JURAS A. A., ANDRADE J. A. C. OGAWA M. Caracterização dos desembarques pesqueiros na área de influência da usina hidrelétrica de Tucuruí, estado do Pará, Brasil. Boletim Técnico-Cientifico Cepnor. v. 7, p. 135-152. 2007.

COOMES, O. T., TAKASAKI, Y., ABIZAID, C., BARHAM, B.L. Floodplain fisheries as natural insurance for the rural poor in tropical forest environments: evidence from Amazonia. Fisheries Management and Ecology, v. 17, p. 513-521. 2010.

DIEGUES, A.C.S. Pescadores, camponeses e trabalhadores do mar. São Paulo: Ática, 1983. 287 p.

______________. Pesca artesanal no litoral brasileiro: Cenários e Estratégias para sua sobrevivência. São Paulo: Instituto Oceanográfico, 1988. 287 p.

_____________. Povos e mares: Leituras em sócio-antropologia marítima. São Paulo: Núcleo de Apoio à Pesquisa sobre Populações Humanas e Áreas Úmidas Brasileiras-USP, 1995. 269 p.

______________. A pesca construindo sociedades: Leituras em antropologia marítima e pesqueira. São Paulo: Núcleo de Apoio à Pesquisa sobre Populações Humanas e Áreas Úmidas Brasileiras/USP, 2004. 315 p.

ELLIS, M.A. A baleia no Brasil colonial. São Paulo: Melhoramentos, 1969. 235 p.

EVANGELISTA-BARRETO, N. S., DALTRO, A. C. S., SILVA, I. P., BERNARDES, F. S. Indicadores socioeconômicos e percepção ambiental de pescadores em São Francisco do Conde, Bahia. Boletim do Instituto de Pesca, v. 40, p. 459-470. 2014.

FUZETTI, L. & CORRÊA, M. F. M. Perfil e renda dos pescadores artesanais e das vilas da ilha do mel – Paraná, Brasil. Boletim do Instituto de Pesca, v.35, p. 609-621. 2009.

GARIBALDI, L. The FAO global capture production database: a six-decade effort to catch the trend. Marine Policy, v. 36. P. 760-768. 2012.

HARAYASHIKI, C. A. Y., FURLAN, F. M., VIEIRA, J. P. Perfil socioeconômico dos pescadores da Ponte dos Franceses, Rio Grande, RS, Brasil. Boletim do Instituto de Pesca, v. 37, p. 93–101. 2011.

IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Estatística da pesca 2006 Brasil: grandes regiões e unidades da federação. Brasília: IBAMA, 2008.

_______ - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. AHE Santa Isabel: Relatório de impacto ambiental (RIMA). 2010a. Disponível em. Acesso em: 10 mai. 2016.

_______ - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Diagnósticos ambiental. 2010b. Disponível em:. Acesso em: 10 mai. 2016.

ISAAC, V. J., SANTO, R. V. E., BENTES, B., FREDOU, F. L., MOURÃO, K. R. M., FREDOU T. An interdisciplinary evaluation of fishery production systems off the state of Pará in North Brazil. Journal of Applied Ichthyology. v. 25, p. 244-255. 2009.

LANGESDORF, G. “Anotações de uma viagem em torno da terra (1803-1807)”, Ilha de Santa Catarina: relato de viajantes estrangeiros nos séculos XVIII e XIX. Florianópolis: Lunardeli/Universidade Federal de Santa Catarina, 1996. 157-184 pp.

LIMA, M. G. M. Mobilidade geográfica como estratégia de sobrevivência de pescadores artesanais na Amazônia: o caso de Cubatão em Icoaraci, Pará. 2008. 120 f. Dissertação (Mestrado em Geografia). Universidade Federal do Pará, Belém, 2008.

LIMA, D. C. & MELO, L. A. A. Pesca artesanal no ambiente do rio São Francisco, Brasil. In: Encuentro de Geógrafos de América Latina, 14º. 2013, Associação de Geógrafos de América Latina. Perú, 2013.

MACHADO, T. M., FURLAN, E. F., NEIVA, C. R. P., CASARINI, L. M., ALEXANDRINO DE PÉREZ, A. C., LEMOS-NETO, M. J., TOMITA, R. Y. Fatores que afetam a qualidade do pescado na pesca artesanal de municípios da Costa Sul de São Paulo, Brasil. Boletim do Instituto de Pesca, v. 36, p. 213–223. 2010.

MARUYAMA, L. S., CASTRO, P. M. G., PAIVA, P. Pesca artesanal no médio e baixo Tietê, São Paulo, Brasil: Aspectos estruturais e socioeconômicos. Boletim do Instituto de Pesca, v. 35, p. 61–81. 2009

MINTE-VERA, C. V., CAMARGO, S. A., BUBEL, A. P. M., PETRERE, M. Artisanal fisheries in a urban reservoir: Billings Case (Metropolitan Region of São Paulo). Brazilian Journal of Ecology, v. 1, p. 143-147. 1997.

MPA – Ministério da Pesca e Aquicultura. Pesca artesanal. 2014. Disponível em:. Acesso em: 10 mai. 2016.

____ – Ministério da Pesca e Aquicultura. Boletim estatístico da pesa e aquicultura 2010. Ministério da Pesca e Aquicultura. Brasília. 2012. p.129.

MUEHE, D., GARCEZ, D. S. A plataforma continental brasileira e sua relação com a zona costeira e a pesca. Revista Mercator, v. 4, p. 69-88. 2005.

NASCIMENTO, S. F., MELLO, A. H., OLIVEIRA, V. D. N. P., PEREIRA, V. D. N., MENDES, A. S. Queda da produtividade de pescado no rio Tocantins: A percepção dos pescadores de Marabá- Pará. Agroecossistemas, v. 3, p. 101-105. 2011.

NERY, A. C. Traços da tecnologia pesqueira de uma área de pesca tradicional na Amazônia- Zona do Salgado-Pará. Boletim do Museu Paraense Emilio Goeldi, Série Antropológica, v. 11, p. 199-293. 1995.

NETTO, S. L. & MATEUS, L. A. F. Comparação entre a pesca profissional-artesanal e pesca amadora no Pantanal de Cáceres, Mato Grosso, Brasil. Boletim do Instituto de Pesca, v. 35, p. 373–387. 2009.

NETTO, R. F., NUNES, A. G. A., ALBINO, J. A pesca realizada na comunidade de pescadores artesanais de Santa Cruz/ES – Brasil. Boletim do Instituto de Pesca, v. 28, p. 93-100. 2002.

OLIVEIRA, R. D. & NOGUEIRA, F. M. B. Characterization of the fishes and of subsistence fishing in the Pantanal of Mato Grosso, Brazil. Revista Brasileira de Biologia, v. 60, p. 435-445. 2000.

PEIXER, J. & PETRERE-JR, M. Socio-economic characteristics of the Cachoeira de Emas small-scale fishery in Mogi-Guaçu River, State of São Paulo, Brazil. Brazilian Journal Biology, v. 69, p. 1047-1058. 2009.

RAMIRES, M., MOLINA, S. M. G., HANAZAKI, N. Etnoecologia caiçara: o conhecimento dos pescadores artesanais sobre aspectos ecológicos da pesca. Biotemas, v. 20, p. 101-113. 2007.

___________., BARRELLA, W., ESTEVES, A. M. Caracterização da pesca artesanal e o conhecimento pesqueiro local no vale do ribeira e litoral sul de São Paulo. Revista Ceciliana, v. 4, p. 37-43. 2012ª.

____________.; CLAUZET, M., ROTUNDO, M. M., BEGOSSI, A. A pesca e os pescadores artesanais de Ilha Bela (SP), Brasil. Boletim do Instituto de Pesca, v. 38, p. 231-246. 2012b.

SANTOS, M. A. S. Mercado e dinâmica espacial da cadeia produtiva da pesca e aquicultura na região Norte. Belém: Banco da Amazônia, 2006. 50 p.

SILVA, L. G. A Faina, a festa e o rito. Gentes do mar e escravidão no Brasil (séc. XVII ao XIX). 1996. 256 f. Tese (Doutorado). Universidade de São Paulo, São Paulo, 1996.

SILVA, M. C., OLIVEIRA A. S., QUEIROZ G.N. Caracterização Socioeconômica da pesca artesanal no município de Conceição do Araguaia, estado do Pará. Revista Amazônia Ciência e Desenvolvimento, v. 2, p, 37-51. 2007.

SILVA, M. E. P. A., CASTRO, P. M. G., MARUYAMA, L. S.; PAIVA, P. Levantamento da pesca e perfil socioeconômico dos pescadores artesanais profissionais no reservatório Billings. Boletim do Instituto de Pesca, v. 35, p. 531-543. 2009.

SILVANO, R. A. M. Ecologia de três comunidades de pescadores do rio Piracicaba (SP). Ampinas. 1997. 147 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1997.

SOUZA, T. C. M. & PETRERE-JR, M. Characterization of small-scale fisheries in the Camamu-Almada basin, southeast state of Bahia, Brazil. Brazilian Journal Biology, v. 68, p. 711-719. 2008.

VASCONCELLOS, M., DIEGUES, A. C., SALES, R. R. Limites e possibilidades na gestão da pesca artesanal costeira. In: COSTA, A.L. (Ed.) Nas redes da pesca artesanal. IBAMA. Brasília. 2007. 15-83 pp.

, T. Ecologia da pesca artesanal no lago Paranoá – Brasília – DF. 2000. 227 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental). Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1807-0221.2017v14n25p27



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.