Atenção à saúde da população em situação de rua

Ana Carolini Schervinski, Carolina Negrão Merry, Isabelle Cristine Evangelista, Vanessa Cardoso Pachedo

Resumo


Neste artigo abordamos a compreensão que os moradores de rua da cidade de Joinville/SC têm sobre saúde, doença e cuidado, bem como os serviços prestados a essa população. Este estudo tem como objetivo contribuir para a melhoria das práticas assistenciais de saúde voltadas à população em situação de rua e capacitação dos profissionais de saúde. Foram realizadas entrevistas com oito homens e duas mulheres moradores de rua. As percepções de saúde da população em situação de rua estão diretamente relacionadas aos hábitos de vida de cada indivíduo, transcendendo assim o conceito da literatura.


Palavras-chave


Pessoas em Situação de Rua; Atenção à Saúde; Serviços de Saúde; Promoção da Saúde

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAM, Laís. Desigualdades de gênero e raça no mercado de trabalho brasileiro. Cienc. Cult., São Paulo, v. 58, n. 4, Dec. 2006. Disponível em: . Acessado em 20 Agosto de 2016.

AGUIAR, Maria Magalhães; IRIART, Jorge Alberto Bernstein. Significados e práticas de saúde e doença entre a população em situação de rua em Salvador, Bahia, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro , v. 28, n. 1, p. 115-124, Jan. 2012. Disponível em: . Acesso em: 30 de setembro de 2015.

ALAM, Maria do Carmo Ledesma Al. População em situação de rua: território como lugar de trabalho em saúde. Pelotas, 2014. 89 p. Disponível em: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/ri/2699. Acesso em: 27 de Setembro de 2015.

BRASIL. Decreto Presidencial nº 7.053, de 23 de dezembro de 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monito- ramento, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Seção 1, 24 dez. 2009.

BRASIL. Portaria nº 122, de 25 de janeiro de 2011. Define as diretrizes de organização e funcionamento das Equipes de Consultório na Rua. Organização Consultório na Rua. Brasília, DF, Ministério da Saúde. Disponível em: .

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Manual sobre o cuidado à saúde junto à população em situação de rua. Ministério da Saúde. Brasília, 2012. 98 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Departamento de Apoio à Gestão Participativa. Saúde da população em Situação de Rua: um direito humano. Ministério da Saúde. Brasília, 2014. 38p.

BEZERRA, Iago Henrique Pinheiro; FILHO, Irivan Macêdo; COSTA, Rafael José Leitão Mélo da; SOUSA, Vanessa Juvino de; CARVALHO, Maria Valéria Gorayeb de. População em situação de rua: um olhar da enfermagem sobre o processo saúde/doença. Rev. Enfermagem. V 18, nº 01, Jan/Abr. 2015.

CARNEIRO JUNIOR, Nivaldo; JESUS, Christiane Herold de; CREVELIM, Maria Angélica. A Estratégia Saúde da Família para a equidade de acesso dirigida à população em situação de rua em grandes centros urbanos. Saúde e Sociedade, [s.l.], v. 19, n. 3, p.709- 716, set. 2010.

CARNEIRO JUNIOR, Nivaldo; NOGUEIRA, Edna Aparecida; LANFERINI, Gisele Magalhães; ALI, Débora Amed; MARTINELLI, Marilda. Serviços de saúde e população de rua: contribuição para um debate. Saúde e Sociedade, p. 47-62. 1998.

PACHECO, Joice. População em Situação de Rua tem sede de quê? Relato da implantação do Consultório na Rua da cidade de Joinville. Dissertação de Mestrado. Florianópolis, SC, 2015. 240p.

ROSA, Anderson da Silva; SECCO, Maria Gabriela; BRÊTAS, Ana Cristina Passarela. O cuidado em situação de rua: revendo o significado do processo saúde-doença. Revista Brasileira de Enfermagem, [s.l.], v. 59, n. 3, p.331-336, maio 2006.

ROSA, Anderson Silva, CAVICCHIOLI, Maria Gabriela Secco, Brêtas Ana Cristina Passarela. O processo saúde-doença-cuidado e a população em situação de rua. Rev Latino-am Enfermagem, 13(4):576-82, julho-agosto 2015.

TRIBULHANO, Amanda Gongora. Rua dos Bobos, número zero: as estratégias de sobrevivência de pessoas em situação de rua. Trabalho de Conclusão de Curso. São Paulo, 2011. 49 p.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2017v14n26p55



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.