Experiência interdisciplinar no atendimento de bebê com lisencefalia em projeto de extensão

Autores

  • Ana Marise Pacheco Andrade de Souza Universidade Regional de Blumenau

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2018v15n28p151

Resumo

As atividades educativas desenvolvidas no projeto de extensão “Educação em Saúde na Área Materno Infantil”, da Universidade Regional de Blumenau, S.C., são destinadas à gestantes que fazem seu pré-natal  em uma ESF e também à bebês com necessidades especiais, de zero a três anos. O presente relato objetiva compartilhar a abordagem de um bebê com lisencefalia atendido no projeto, enfatizando a promoção de saúde sob a ótica interdisciplinar. Além dos benefícios para o desenvolvimento do bebê, que o trabalho interdisciplinar pode implementar através das ações educativas em saúde que capacitam os responsáveis na forma de cuidar, obtêm-se, à partir desta metodologia de trabalho, uma formação reflexiva e ampliada em saúde para os professores e acadêmicos participantes do projeto. 

Biografia do Autor

Ana Marise Pacheco Andrade de Souza, Universidade Regional de Blumenau

Possui graduação em ODONTOLOGIA pela Universidade Federal de Santa Catarina (1983), especialização em Odontopediatria pela FUNBEO - USP Bauru (1992) e mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002). Atualmente é professor titular da Fundação Universidade Regional de Blumenau. 

Referências

AERTS DRGC. Estudo do estado nutricional das crianças de Porto Alegre: uma contribuição ao entendimento do processo de desnutrição. Porto Alegre, 1992. 279p. Dissertação de mestrado - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

ALBUQUERQUE, R.C.V. Fonoaudiologia x Alimentação do Bebê. Monografia de Especialização em Motricidade Oral. Curso de Especialização em Fonoaudiologia Clínica Motricidade Oral. Recife, 1998.

ASSEGA, M. L.; et al. A interdisciplinaridade vivenciada no PET-Saúde. Revista Ciência & Saúde, Porto Alegre 2010; 3: 29-33.

CASTILHO, L. S.; et al. O papel do dentifrício sem flúor na ocorrência da cárie dentária entre pacientes com deficiências de desenvolvimento até os seis anos de idade. Revista Brasileira de Extensão Universitária v. 7, n. 2, p. 121-127 jul.–dez. 2016 (versão antecipada online) e-ISSN 2358-0399

CHEDID, S. J. Ortopedia e ortodontia para a dentição decídua: atendimento integral ao desenvolvimento da oclusão infantil. São Paulo: Santos, 2012.

DIAMENT, A.; CYPEL, S. Neurologia infantil. 3a ed. São Paulo: Atheneu, 1996. 1352 p.

FENICHEL, G. M. Neurologia pediátrica: sinais e sintomas. 2. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995. 434p, il, 25cm. (Biomedica). Traducao de: Clinical pediatric neurology : a signs and symptoms approach.

GALLAHUE, D.; L., OSMUN, J. C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. São Paulo: Ed. Phorte; 2005.

GILLIBERT, G. C. N.; DISHCHEKENIAN, V. R. M. In: CHEDID, S. J. Ortopedia e ortodontia para a dentição decídua: atendimento integral ao desenvolvimento da oclusão infantil. São Paulo: Santos, 2013.

GORSTEIN J.; AKRÉ J. The use of anthropometry to assess nutritional status. Wld Hlth statist Quart 1988; 41:48-58.

HAAGA J.; KENRICK C.; TEST K.; MASON J. An estimate of the prevalence of child malnutrition in developing countries. Wld Hlth Statist Quart 1985; 38:331-347.

HAYWOOD, K. M.; GETCHELL, N. Desenvolvimento motor ao longo da vida. 3a ed. Porto Alegre: Artmed, 2004, 344p.

JONES, K. L. Padrões reconhecíveis de malformações congênitas. 5a ed. São Paulo: Manole, 1998. XVIII, 846 p.

PAMI – FURB: http://www.furb.br/web/4814/relacao-com-a-comunidade/programas-de-extensao/programa-de-atencao-a-saude-materno-infantil - Acesso em: 06/11/2016

PRIORI, Silvia Eloiza; et al. Evolução e Impacto da Intervenção Nutricional em Portadores de Necessidades Especiais Assistidos pela APAE de Viçosa, MG. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Belo Horizonte – 12 a 15 de setembro de 2004.

MACIEL, M. E. D. Educação em saúde: conceitos e propósitos. Cogitare Enferm. 2009; 14: 773-6

MATIAS, D. M. G.; BEZERRA, I. M. P. Programa bebê saudável: compreendendo o processo de trabalho interdisciplinar na implementação das ações educativas. Revista da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e do Hospital das Clínicas da FMRP Universidade de São Paulo, 2013; 46(3):305-12 http://revista.fmrp.usp.br/ Acesso em 25 de novembro de 2016.

MONTEIRO CA. O problema da desnutrição no Estado de São Paulo (Brasil). Rev Saúde públ (São Paulo) 1985;19:183-189.

Organização Mundial da Saúde. OMS, 2006. http://dab.saude.gov.br/portaldab/ape_vigilancia_alimentar.php?conteudo=curvas_de_crescimento Acesso em 16/11/2016.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Amamentação. [S.l.]: OPAS, 2003.

PROENÇA, M. G. – Sistema sensório –motor-oral. In: KUDO, A .M. Fisioterapia, Fonoaudiologia e terapia ocupacional em Pediatria. São Paulo: Sarvier, 1994. p.115-124.

SANTOS, D. C. C. et all. A influência do baixo peso ao nascer sobre o desempenho motor de lactentes a termo no 1o semestre de vida. Rev Bras de Fisioter 2004;8(3):261-6.

SILVA, I. M. L. A interdisciplinaridade nas construções dos projetos político-pedagógicos dos cursos de desing. [Dissertação] São Luiz: Universidade Federal de Maranhão; 2008

SMITH, D. W.; JONES, K. L. Síndromes de malformações congênitas: aspectos genéticos, embriológicos e clínicos. 3a ed. São Paulo: Manole, 1985. xvii, 671 p.

Sociedade Brasileira de Pediatria. Manual de orientação para alimentação do lactente, do pré-escolar, do escolar, do adolescente e na escola. São Paulo: SBP; 2006.

TECKLIN, J. S. Fisioterapia pediátrica. 3a ed. Porto Alegre: Artmed, 2002, 479 p.

TENUTA, L. M. A.; CURY, J. A. Fluoride: its role in dentistry. Brazilian Oral Research. On-line version ISSN 1807-3107. Braz. oral res. vol.24 supl.1 São Paulo: 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S1806-83242010000500003 Acesso em 08 de novembro de 2016.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Complementary feeding of young children in developing countries. Geneva: WHO; 1998.

Downloads

Publicado

2018-04-23