Educação nutricional sobre fórmulas lácteas artificiais para gestantes de risco: um relato de experiência

Tamires da Cunha Soares, Diêla dos Santos Cunha, Regina Márcia Soares Cavalcante

Resumo


Objetivo: Descrever a experiência de ações de educação nutricional sobre o uso de fórmulas lácteas artificiais para gestantes de risco atendidas em clínica pública especializada, da cidade de Picos-PI. Métodos: Após a realização de pesquisa diagnóstica, foram levantadas as principais dúvidas das gestantes e a partir deste resultado foi elaborada ação de educação nutricional, tendo como tema o uso de fórmulas infantis. A intervenção ocorreu durante dois encontros realizados na referida clínica, com duração de aproximadamente 20 minutos cada, utilizando miniexposições dialogadas com auxílio de cartazes ilustrativos. Resultados: As ações apresentaram boa aceitação pelas gestantes, que participaram ativamente ao longo de seu desenvolvimento. Conclusão: A intervenção repercutiu positivamente através da explanação dos conteúdos e com o esclarecimento das principais dúvidas. Assim sendo, anseia-se que que o presente relato de experiência amplifique o debate sobre a aplicação e efetividade de ações educativas e otimização do conhecimento em nutrição para a população geral.


Palavras-chave


Gravidez; Amamentação; Estudos de Intervenção; Fórmulas Infantis; Educação Alimentar e Nutricional

Texto completo:

PDF

Referências


BAIÃO, M. R.; DESLANDES, S. F. Alimentação na gestação e puerpério. Revista de Nutrição, v. 19, n. 2, p. 245-253, 2006.

ESCOBAR, A. M. U.; OGAWA, A. R.; HIRATSUKA, M.; KAWASHITA, M. Y.; TERUYA, P. Y.; GRISI, S.; TOMIKAWA. Aleitamento materno e condições socioeconômico-culturais: fatores que levam ao desmame precoce. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, v. 2, n. 3, p. 253-261, 2002.

KUS, M. M.; SILVA, S. A.; AUED-PIMENTEL, S.; MANCINI-FILHO, J. Informação nutricional de fórmulas infantis comercializadas no estado de São Paulo. Revista de Nutrição, v. 24, n. 2, p. 209-218, 2011.

LINHARES, I. W. Avaliação das condições higiênico-sanitárias no preparo de fórmulas infantis em lactário hospitalar. 2012. 117 f. Dissertação (Mestrado em Ciência de Alimentos) – Faculdade de Farmácia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

MACHADO, M. M. T.; GALVÃO, M. T. G.; KERR-PONTES, L. R. S.; CUNHA, A. J. L. A.; LEITE, A. J. M.; LINDSAY, A. C.; LEITE, R. D.; LEITE, C. A. C. Acesso e utilização de fórmula infantil e alimentos entre crianças nascidas de mulheres com HIV/AIDS. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 9, n. 3, p. 699-711, 2007.

MARTINS, M. Z.; SANTANA, L. S. Benefícios da amamentação para saúde materna. Interfaces Cientificas, v. 1, n. 3, p. 87-97, 2013.

MEIRELLES, C. A. B.; OLIVEIRA, M. I. C.; MELLO, R. R.; VARELA, M. A. B.; FONSECA, V. M. Justificativas para o uso de suplemento em recém-nascidos de baixo risco de um Hospital Amigo da Criança. Cadernos de Saúde Pública, v. 24, n. 9, p. 2001-2012, 2008.

MELO, C. S.; GONÇALVES, R. M. Aleitamento materno versus aleitamento artificial. Estudos, v. 41, n. 1, p. 7-14, 2014.

RAMOS, C. V.; ALMEIDA, J. A. G.; SALDIVA, S. R. D. M.; PEREIRA, L. M. R.; ALBERTO, N. S. M. C.; TELES, J. B. M.; PEREIRA, T.G. Prevalência do aleitamento materno exclusivo e os fatores a ele associados em crianças nascidas nos Hospitais Amigos da Criança de Teresina – Piauí. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 19, n. 2, p. 115-124, 2010.

ROSSI, P.; KABUKI, D. Y.; KUAYE, A. Y. Avaliação microbiológica do preparo de fórmula láctea infantil em lactário hospitalar. Revista Instituto Adolfo Lutz, v. 69, n. 4, p. 503-509, 2010.

SANTOS, L. A.; MAMEDE, F. V.; CLAPIS, M. J.; BERNARDI, J. V. B. Orientação nutricional no pré-natal em serviços públicos de saúde no município de Ribeirão Preto: o discurso e a prática assistencial. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 14, n. 5, p. 1-7, 2006.

VITOLO. M. R. Da gestação ao envelhecimento. Rio de Janeiro: Editora Rúbio. 2008. 648 p.

VOLO, A. S. C.; ARAÚJO, E. B.; CARVALHO, M. I. S.; MAIA, W. O.; SOUZA, E. B.; GROSSMANN, S. M. C. Avaliação da adequada indicação de leite artificial em recém nascidos em uma maternidade de referência de Minas Gerais. Revista Universidade Vale do Rio Verde, v. 11, n. 1, p.78-83, 2013.

World Health Organization. Preparação, manipulação e conservação de fórmulas desidratadas para lactentes: Manual de boas práticas. Portugal: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, 2015. 26p.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2018v15n30p115



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.