A importância do grupo de cessação ao tabagismo nas UBS: um relato de experiência dos graduandos em Odontologia

Autores

  • Isabela Saideles Martins Universidade Federal de Santa Catarina
  • Iana Schmitt Universidade Federal de Santa Catarina
  • Priscila Theodorovicz Universidade Federal de Santa Catarina
  • Guilherme Rodrigues Cândido Lopes Universidade Federal de Santa Catarina
  • Flávia Forster Universidade Federal de Santa Catarina
  • Leonardo da Conceição Universidade Federal de Santa Catarina
  • Maria Luisa Gontijo Gouveia Universidade Federal de Santa Catarina
  • Fernanda Leitão Pacheco Universidade Federal de Santa Catarina
  • Maynara Schlickmann de Freitas Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2019v16n34p114

Palavras-chave:

Tabagismo, Grupos de autoajuda, Promoção da saúde

Resumo

O apoio a tabagistas está presente em várias Unidades Básicas de Saúde (UBS). É empregado para incentivar a população que utiliza este serviço a parar de fumar com auxílio de uma equipe de saúde. Objetivo: Relatar a experiência dos alunos de Odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), por meio do acompanhamento da atuação profissional do cirurgião dentista (CD) na coordenação de grupos de cessação do tabagismo no contexto de uma UBS. Materiais e métodos: seguindo os parâmetros do Ministério da Saúde (2007) foi realizado um grupo de quatro encontros de 2h, com estrutura dividida em: atenção individual, estratégias e informações, discussão e tarefas de casa. As temáticas incluem ambivalência, tipos de dependência, métodos de parada, abstinência e fissura, malefícios do cigarro, técnicas cognitivo-comportamentais e prevenção de recaída. Participaram do grupo 11 pessoas. Ao final do grupo, foram oferecidos dois encontros de manutenção, um após 15 dias do último encontro e outro após 30 dias. Resultados: Dos 11 participantes que iniciaram o grupo somente 7 frequentaram até o final, 6 cessaram o fumo e apenas 2 foram na consulta de assistência. Conclusão: A inserção do estudante de graduação em UBS contribui para o aprendizado sobre a saúde coletiva e sobre a importância da prevenção em contextos comunitários. Isso se releva especialmente a partir do contato com os usuários do sistema único de saúde.

Biografia do Autor

Isabela Saideles Martins, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Odontologia na Universidade Federal de Santa Catarina.

Iana Schmitt, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Odontologia na Universidade Federal de Santa Catarina.

Priscila Theodorovicz, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Odontologia na Universidade Federal de Santa Catarina.

Guilherme Rodrigues Cândido Lopes, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduando em Odontologia na Universidade Federal de Santa Catarina.

Flávia Forster, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Odontologia na Universidade Federal de Santa Catarina.

Leonardo da Conceição, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduando em Odontologia na Universidade Federal de Santa Catarina.

Maria Luisa Gontijo Gouveia, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Psicologia na Universidade Federal de Santa Catarina.

Fernanda Leitão Pacheco, Universidade Federal de Santa Catarina

Cirurgiã dentista graduada pela Universidade Federal de Santa Catarina e especialista em Saúde da Familia pelo programa de Residência Integrada Saúde da Familia da Universidade Federal de Santa Catarina.

Maynara Schlickmann de Freitas, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduação em Odontologia e Doutorado em Dentística Restauradora pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: o cuidado da pessoa tabagista / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 154 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise em Saúde e Vigilância de Doenças não Transmissíveis. Vigitel Brasil 2018: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico: estimativas sobre frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal em 2018 / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Análise em Saúde e Vigilância de Doenças não Transmissíveis. – Brasília: Ministério da Saúde, 2019. 132 p.

CORDEIRO MACHADO, Verônica; ISOLINA ALERICO, Marli; SENA, Janaina. Programa de prevenção e tratamento do tabagismo: uma vivência acadêmica de enfermagem. Cogitare Enfermagem, v. 12, n. 2, 2007.

DA CRUZ, Marisa Silveira et al. Atuação da residência multiprofissional no grupo de tabagismo: um relato de experiência. Revista do Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde da Família, v. 3, 2016.

DE JESUS, Maria Cristina Pinto et al. Compreendendo o insucesso da tentativa de parar de fumar: abordagem da fenomenologia social. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 50, n. 1, p. 73-80, 2016.

DE MARCO, Mario Alfredo. Do modelo biomédico ao modelo biopsicossocial: um projeto de educação permanente. Revista Brasileira de Educação Médica, 2006.

DE SOUZA FRANÇA, Samires Avelino et al. Fatores associados à cessação do tabagismo. Revista de Saúde Pública, v. 49, p. 1-8, 2015.

DIAS, Valesca Pastore; SILVEIRA, Denise Tolfo; WITT, Regina Rigatto. Educação em saúde: protocolo para o trabalho de grupos em Atenção Primária à Saúde. Revista de APS, v. 12, n. 2, 2009.

CÂMARA JÚNIOR, Juvêncio Paiva. O tabagismo como um problema de saúde pública. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v. 18, n. 3, p. 115-116, 2005.

LOPES, Fernanda Machado; PEUKER, Ana Carolina; BIZARRO, Lisiane. Aplicação de um programa de cessação do tabagismo com rodoviários urbanos. Psicologia: Ciência e Profissão, v. 33, n. 2, p. 490-499, 2013.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Coordenação de prevenção e vigilância do câncer. Instituto Nacional de Câncer. Relatório preliminar da implantação do tratamento do fumante no Sistema Único de Saúde - SUS. Brasil, Rio de Janeiro; 2007.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Instituto Nacional de Câncer. Programa Nacional de Controle do Tabagismo e Outros Fatores de Risco de Câncer: modelo lógico e avaliação. Rio de Janeiro, 2003.

PEUKER, Ana Carolina Wolf Baldino et al. Desenvolvimento, divulgação, adesão e eficácia de um Programa de Cessação do Tabagismo oferecido em uma universidade pública. Cadernos de terapia ocupacional de UFSCar. Vol. 22, supl (2014), p. 5-15, 2014.

RAMOS, Donatela; SOARES, Thais da Silva Tavares; VIEGAS, Karin. Auxiliando usuários de uma unidade de saúde a parar de fumar: relato de experiência. Ciência & Saúde Coletiva, v. 14, p. 1499-1505, 2009.

Downloads

Publicado

2019-12-19