Contribuições da extensão universitária como estratégia de assistência na promoção da segurança do paciente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2020v17n36p79

Palavras-chave:

Segurança do paciente, Educação permanente, Assistência em saúde

Resumo

Objetivo: relatar a experiência extensionista do Programa de Extensão Gestão do Cuidar em Saúde, da Universidade Estadual de Santa Cruz. Método: relato de experiência das ações desenvolvidas entre abril/2017 e setembro/2018, pelos componentes do Projeto de Extensão, e a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, na construção de um material educativo produzido com a finalidade de contribuir com a formação de uma Cultura de Segurança do Paciente na implantação do Núcleo de Segurança do Paciente em um hospital do Sul da Bahia. Resultados: inicialmente elaboraram-se oito cartilhas sobre as metas de segurança do paciente e, posteriormente, rodas de conversas com profissionais de saúde da rede hospitalar para disseminação do conhecimento e formação de grupos de trabalhos para a construção dos protocolos de segurança do paciente. Participaram da ação aproximadamente 100 profissionais de saúde. Conclusão: essa ação possibilitou a docentes e discentes atuarem de forma multidisciplinar, na implantação das estratégias de segurança do paciente, contribuindo para a redução de riscos decorrentes da assistência à saúde.

Biografia do Autor

Larissa de Oliveira Passamai, Universidade Estadual de Santa Cruz

Graduação em Enfermagem pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Mestranda em Ciências da Saúde da Universidade Estadual de Santa Cruz.

Tércia Oliveira Coelho, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Graduação em Enfermagem e Pedagogia pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Especialista em Enfermagem do Trabalho. Mestra em Enfermagem e Saúde pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB).

Gabriella Lins Guimarães Guirra de Carvalho, Universidade Estadual de Santa Cruz

Graduação em Enfermagem pela Universidade Estadual de Santa Cruz. Especialista em Enfermagem do Trabalho e Gestão de Saúde e Controle de Infecção. Atua como enfermeira na Santa Casa de Misericórdia de Itabuna.

Priscila dos Santos Carvalho Chavenco, Universidade Católica de Salvador

Graduação em Enfermagem pela Universidade Católica de Salvador. Especialista em Enfermagem do Trabalho e Saúde Coletiva. Especialista em Gestão Hospitalar. Atua como enfermeira na Santa Casa de Misericórdia de Itabuna.

Noélia Silva Oliveira, Universidade Estadual de Santa Cruz

Graduação em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia. Mestrado em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia. Doutorado em Educação pela Universidad del Mar. Docente do Departamento de Ciências da Saúde da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Coordenadora do Projeto de Extensão: Gestão do Cuidar em Saúde.

Sônia Maria Isabel Lopes Ferreira, Universidade Estadual de Santa Cruz

Graduação em Enfermagem pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela UESC. Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela UESC. Docente do Departamento de Ciências da Saúde da Universidade Estadual de Santa Cruz. Colaboradora do Projeto de Extensão: Gestão do Cuidar em Saúde.

Referências

ALPENDRE, Francine Taporosky et al. Cirurgia segura: validação de checklist pré e pós-operatório. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 25, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692017000100357&lng=en&nrm=iso. Acesso em 31. out. 2019.

ANACLETO, Tânia Azevedo et al. ERROS DE MEDICAÇÃO. FARMACOVIGILÂNCIA HOSPITALAR: Como implantar. Pharmacia Brasileira, janeiro/fevereiro, 2010. Disponível em: http://www.cff.org.br/sistemas/geral/revista/pdf/124/encarte_farmaciahospitalar.pdf. Acesso em 09. set. 2019.

BÁO, Ana Cristina Pretto et al. Indicadores de qualidade: ferramentas para o gerenciamento de boas práticas em saúde. Rev Bras Enferm. v 72, n.2, p. 377-84, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v72n2/pt_0034-7167-reben-72-02-0360.pdf. Acesso em: 25 jun 2020.

BRASIL. Gerência de Vigilância e Monitoramento em Serviços de Saúde (GVIMS). Gerência Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde (GGTES). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Série Segurança do Paciente e Qualidade em Serviços de Saúde. Gestão de Riscos e Investigação de Eventos Adversos Relacionados à Assistência à Saúde. Brasília: Anvisa, 2017, p.17. Disponível:http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/3507912/Caderno+7+-+Gest%C3%A3o+de+Riscos+e+Investiga%C3%A7%C3%A3o+de+Eventos+Adversos+Relacionados+%C3%A0+Assist%C3%AAncia+%C3%A0+Sa%C3%BAde/6fa4fa91-c652-4b8b-b56e-fe466616bd57. Acesso em: 28 jun 2020.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução – RDC nº 36, de 25 de julho de 2013. Institui ações para a segurança do paciente em serviços de saúde e dá outras providências. Diário Oficial da União [da] República Federativa do Brasil. 2013 Jul 26; 150(143 Seção 1):32-3.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria Nº 3.390, de 30 de dezembro de 2013. Institui a Política Nacional de Atenção Hospitalar (PNHOSP) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), estabelecendo-se as diretrizes para a organização do componente hospitalar da Rede de Atenção à Saúde (RAS). Diário Oficial da União [da] República Federativa do Brasil. 2013 dez 30.

BRASIL. Gerência de Vigilância e Monitoramento em Serviços de Saúde- GVIMS.Gerência Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde- GGTES. Agência Nacional de Vigilância Sanitária– ANVISA. Boletim Segurança do Paciente e Qualidade em Serviços de Saúde nº 15: Incidentes Relacionados à Assistência à Saúde– 2016. Brasília, p. 1-20, 28 dez 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação Câmara de Educação Superior. Resolução Nº 7, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2018. Estabelece as Diretrizes para a Extensão na Educação Superior Brasileira e dá outras providências. BRASILÍA, 2018.

CARVALHO, Cesar Junior Aparecido de et al. Estratégias para segurança do paciente através da educação continuada no centro cirúrgico: um relato de experiência. Xviii sedu - semana da educação i congresso internacional de educação contextos educacionais: formação, linguagens e desafios. Disponível em: http://www.uel.br/eventos/semanadaeducacao/pages/arquivos/Anais/2019/EIXO%206/3.%20ESTRATEGIAS%20PARA%20SEGURANCA%20DO%20PACIENTE%20ATRAVES%20DA%20EDUCACAO%20CONTINUADA%20NO%20CENTRO%20CIRURGICO%20rel.pdf. Acesso em: 28 jun 2020.

CIPRIANO, Sonia Lucena; MEDEIROS, Adriane Lopes; FATEL, Karina de Oliveira. Instituto para Práticas Seguras no Uso de Medicamentos. SEGURANÇA DO PACIENTE GERENCIAMENTO DE RISCO E GESTÃO DE QUALIDADE. HOSP FASCICULO 3 WEB EDUC 2014. Disponível: https://www.eurofarma.com.br/wp-content/uploads/2018/01/seguranca-paciente-gerenciamento-risco-gestao-qualidade.pdf. Acesso em: 28 jun 2020.

HALLIGAN, Michelle; ZECEVIC, Aleksandra. Safety culture in health care: a review of concepts, dimensions, measures and progress. BMJ Qual Saf. v. 20, n. 4, p. 338-43, 2011.

LIMA JÚNIOR, F. A.; PANTOJA, M. DE S.; LIMA, K. V. M.; BORGES, R. M.; OLIVEIRA, A. S. DE; CHAVES, A. S. C.; BARROSO, R. B.; SILVA, V. C. DA. Implantação do núcleo de segurança do paciente: ações de capacitação e desenvolvimento institucional. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v. 11, n. 8, p. e548, 19 mar. 2019.

MAGNAGO, Tânia Solange Bosi de Souza et al. Infraestrutura para higienização das mãos em um hospital universitário. Rev. Gaúcha Enferm. Porto Alegre, v. 40, n. spe, e20180193, 2019.

MAIA, Christiane Santiago et al. Notificações de eventos adversos relacionados com a assistência à saúde que levaram a óbitos no Brasil, 2014-2016. Epidemiol. Serv. Saude, Brasília,v. 27, n.2, p. e2017320, 2018.

NIEVA VF, SORRA J. Safety culture assessment: A tool for improving patient safety in health care organizations. Qual Saf Health Care 2003; 12(Supl. 2):ii17-23.

OLIVEIRA, Camila da Silva.; BRÊTAS, Ana Cristina Passarella.; ROSA, Anderson da Silva. A IMPORTÂNCIA DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA GRADUAÇÃO E PRÁTICA PROFISSIONAL DE ENFERMEIROS. Currículo sem Fronteiras, v. 17, n. 1, p. 171-186, jan./abr. 2017.

OLIVEIRA, Danilo Ulisses de. AVALIAÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS HOSPITALIZADOS. 2014. 79 p. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2014. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/bitstream/handle/1843/ANDO-9XRH2L/danilo_ulisses_de_oliveira.pdf?sequence=1. Acesso em: 25 jul 2017.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (CH) [Internet]. Geneva: WHO; c2009-2016 [cited 2016 Dec 02]. Patientsafety: aboutus; [about 2 screens]. Disponível em: http:// www.who.int/patientsafety/about/en/. Acesso em: 28 jun 2020.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (CH). World Alliance for PatientSafety WHO draft guidelines for adverse eventreporting andlearning systems: frominformationtoaction. Geneva: WHO, 2005.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (CH). World Alliance for PatientSafety. Global patientsafetychallenge 2005-2006: clean careis safe care; 2005 [cited 2018 Jul 20]. Availablefrom: http://www.who.int/patientsafety/events/05/GPSC_Launch_ ENGLISH_FINAL.pdfREDE BRASILEIRA DE ENFERMAGEM E SEGURANÇA DO PACIENTE. Estratégias para a segurança do paciente: manual para profissionais da saúde. Porto Alegre (RS): EDIPUCRS, 2013 [citado 2016 dez 02]. Disponível em: http://www.rebraensp. com.br/pdf/manual_seguranca_paciente.pdf. Acesso em: 28 jun 2020.

RODRIGUES, Andréia Lilian Lima et al. CONTRIBUIÇÕES DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA SOCIEDADE. Cadernos de Graduação - Ciências Humanas e Sociais. Aracaju, v. 1, n.16, p. 141-148, mar. 2013.

SARDINHA, Letícia Peixoto et al. Educação permanente, continuada e em serviço: desvendando seus conceitos. Enfermería Global. n. 29, p. 324-340, enero 2013.

SILVA, T.; PIMENTA, S. R.; AMARAL, I.; RAMOS, T.; SOUZA, T.; PEREZ, A. P. O impacto das ações desenvolvidas pelo projeto de extensão ‘O toque pela vida’ no aumento das mamografias realizadas pela Saúde Pública de Jataí, GO. Revista Brasileira de Extensão Universitária, v. 10, n. 2, p. 79-85, 1 ago. 2019.

SOUSA, Paulo; MENDES, Walter. Segurança do paciente: criando organizações de saúde seguras. 2nd ed. rev. Updt. Editora FIOCRUZ, 2019. 268 p.

WEGNER, Wiliam. Educação para cultura da segurança do paciente: Implicações para a formação profissional. Escola Anna Nery, v. 20, n.3. Jul-Set 2016.

Downloads

Publicado

2020-08-21