Estimular o empreendedorismo na terceira idade

Ana Lucia Ferraresi Schmitz, Edis Mafra Lapolli, Francisco José Bernardes

Resumo


O artigo aborda um estudo de caso com pessoas da terceira idade inseridas no Programa do Núcleo de Estudos da Terceira Idade da Universidade Federal de Santa Catarina (NETI/UFSC). O estudo foi realizado entre os anos 2008 e 2009 e contou com 24 participantes. Objetivou despertar capacidades empreendedoras nos participantes, a partir de suas habilidades pessoais, por meio da aplicação de aulas participativas, visando ao aprimoramento da teoria e da prática empreendedora na terceira idade. Os métodos utilizados passaram por adaptações necessárias para o tipo de público, incluindo aulas expositivas, projeção de vídeos e dinâmicas vivenciais. O resultado foi alcançado, tendo em vista a avaliação positiva feita pelos participantes no questionário aplicado no início e no final das atividades didáticas de cada curso. Evidenciou-se a importância do estímulo para o empreendedorismo nessa faixa etária, visto que os participantes apresentaram alteração das atitudes de participação e predisposição para a inovação. A proatividade ficou estampada no comportamento pessoal com definição de metas e relato de sonhos empreendedores.

 


Palavras-chave


Empreendedorismo; Capacidade Empreendedora; Terceira Idade

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2011v8n12p109



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.