Características sociodemográficas, clínicas e cuidados com a saúde de pessoas com diabetes mellitus hospitalizadas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2020v17n37p61

Palavras-chave:

Diabetes Mellitus, Enfermagem, Qualidade da Assistência à Saúde.

Resumo

O objetivo deste estudo foi identificar característica sociodemográficas e clínicas relacionadas a cuidados com a saúde de pessoas com diabetes mellitus. Estudo de caráter quantitativo, do tipo observacional descritivorealizado com pessoas com diabetes mellitus, hospitalizadas em unidades de clínica cirúrgica e clínica médica, em um hospital escola do sul do Brasil. Coleta de dados por consulta de enfermagem à beira do leito e em prontuários, realizada entre agosto e dezembro de 2017. Os dados foram submetidos à estatística descritiva. Participaram da pesquisa 37 pessoas, a maioria, 33 (89,2%) com diabetes tipo 2, a média de idade de 60 anos e tempo médio de diagnóstico de 9,6 anos; 27 (72,9%) tiveram episódios de hiperglicemia na internação; seis (16,2%) eram insulinodependentes; 26 (70,2%) eram hipertensos. Em suma, o perfil evidenciado por este estudo converge para perfis regionais e globais de pessoas com diabetes e, especificamente, em situação de hospitalização. Destacaram-se as características relacionadas à faixa etária maior de 40 anos mais acometida pela doença, com baixa escolaridade e com comorbidades associadas, especialmente as doenças cardiovasculares e a obesidade. O conhecimento deste perfil é potencial para um cuidado de enfermagem contextualizado, sobretudo para estratégias de educação em saúde.

Biografia do Autor

Luciana Martins da Rosa, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Docente do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação Gestão do Cuidado em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina.

Laura Cavalcanti de Farias Brehmer, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Docente do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação  em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina.

Melissa Orlandi Honório Locks, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Docente do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação Gestão do Cuidado em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina.

Emanuele Pozzebom Caurio, Universidade Federal de Santa Catarina

Acadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina.

Jakeliny Serafini Terra, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeira. Residente do Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde, Hospital Universitário, Universidade Federal de Santa Catarina.

Bruna Pedroso Canever, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Docente do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

ARRUDA, C.; SILVA, D. M. G. V. A hospitalização como espaço para educação em saúde para pessoas com diabetes mellitus. Rev. Fun. Care Online. v. 12, p. 37-45, jan/dez 2020.

ARTILHEIRO, M. M. V. S. A. et al. Quem são e como são tratados os pacientes que internam por diabetes mellitus no SUS? Saúde Debate, Rio de Janeiro, v. 38, n. 101, p.210-224, jun. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sdeb/v38n101/0103-1104-sdeb-38-101-0210.pdf. Acesso em: 03 nov. 2019.

BORBA, A. K. O. T. et al. Conhecimento sobre o diabetes e atitude para o autocuidado de idosos na atenção primária à saúde. Ciência & Saúde Coletiva, [s.l.], v. 24, n. 1, p.125-136, jan. 2019. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v24n1/1678-4561-csc-24-01-0125.pdf. Acesso em: 03 nov. 2019.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Saúde 2013: percepção do estado de saúde, estilos de vida e doenças crônicas: Brasil, grandes regiões e unidades da federação. Ministério da Saúde, Rio de Janeiro, p.1-181, 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise em Saúde e Vigilância de Doenças não Transmissíveis. Vigitel Brasil 2018: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico: estimativas sobre frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal em 2018. Brasília: Ministério da Saúde, 2019. 132 p.

CARVALHO, A. D. et al. Consulta de enfermagem na perspectiva de usuários com diabetes mellitus na Estratégia Saúde da Família. Revista de Enfermagen Ufpe, [s.l.], v. 10, n. 11, p.3749-3756, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/14005/24275 Acesso em: 31 out. 2019.

CHEN, H. et al. Comorbidity in Adult Patients Hospitalized with Type 2 Diabetes in Northeast China: An Analysis of Hospital Discharge Data from 2002 to 2013. Biomed Research International, [s.l.], v. 2016, p.1-9, set. 2016. Hindawi Limited. http://dx.doi.org/10.1155/2016/1671965. Disponível em: http://downloads.hindawi.com/journals/bmri/2016/1671965.pdf. Acesso em: 03 nov. 2019.

ESCALONA-ROJAS, J. E. M.; QUEREDA-CASTAÑEDA, A.; GARCÍA-GARCÍA, O. Actualización de la retinopatía diabética para médicos de atención primaria: hacia una mejora de la medicina telemática. Semergen - Medicina de Familia, [s.l.], v. 42, n. 3, p.172-176, abr. 2016. Disponível em: https://www.elsevier.es/es-revista-medicina-familia-semergen-40-pdf-S1138359315002488. Acesso em: 03 nov. 2019.

FLOR, L. S.; CAMPOS, M. R. Prevalência de diabetes mellitus e fatores associados na população adulta brasileira: evidências de um inquérito de base populacional. Rev BRas epidemiol. v.20, n. 1, p.16-29. jan-mar 2017. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/rbepid/2017.v20n1/16-29/pt Acesso em: 03 nov. 2020.

GOLBERT, A. et al. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2017-2018. Clannad, São Paulo, p.1-383, 2017. Disponível em: https://www.diabetes.org.br/profissionais/images/2017/diretrizes/diretrizes-sbd-2017-2018.pdf. Acesso em: 11 nov. 2019.

HIRAKAWA, T. H. et al. Knowledge of diabetic patients users of the Health Unic System about diabetic retinopathy. Revista Brasileira de Oftalmologia, [s.l.], v. 78, n. 2, p.107-111, 2019. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbof/v78n2/0034-7280-rbof-78-02-0107.pdf. Acesso em: 03 nov. 2019.

ISER, B. P. M. et al. Prevalência de diabetes autorreferido no Brasil: resultados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 24, n. 2, p.305-314, jun. 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ress/v24n2/2237-9622-ress-24-02-00305.pdf. Acesso em: 31 out. 2019.

KHARROUBI, A. T.; DARWISH, H. M. Diabetes mellitus: The epidemic of the century. World Journal Of Diabetes, [s.l.], v. 6, n. 6, p.850-867, maio 2015. Baishideng Publishing Group Inc.. http://dx.doi.org/10.4239/wjd.v6.i6.850. Disponível em: https://www.wjgnet.com/1948-9358/full/v6/i6/850.htm. Acesso em: 31 out. 2019.

LIMA FILHO B. F. et al. Internações por Diabetes Mellitusem idosos brasileiros e suas implicações regionais nos últimos 10 anos. Research, Society and Development. v. 9, n.8, e 40985106, 2020. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/5106/4388 Acesso em: 03 nov. 2020.

MALTA, D. C. et al. Prevalência de diabetes mellitus determinada pela hemoglobina glicada na população adulta brasileira, Pesquisa Nacional de Saúde. Rev. bras. epidemiol., v. 22, supl. 2, E 190006. 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-549720190006.supl.2. Acesso em: 03 nov. 2020.

MENDANHA, D. B. A. et al. Risk factors and incidence of diabetic retinopathy. Revista Brasileira de Oftalmologia, Goiânia, v. 75, n. 6, p.443-446, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbof/v75n6/0034-7280-rbof-75-06-0443.pdf. Acesso em: 03 nov. 2019.

MILECH, A. et al. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes (2015-2016). A.c. Farmacêutica, [s.l.], p.1-337, 2016. Disponível em: https://www.diabetes.org.br/profissionais/images/docs/DIRETRIZES-SBD-2015-2016.pdf. Acesso em: 11 nov. 2019.

MORESCHI, C. et al. Prevalence and profile of people with diabetes registered at the primary care information system (SIAB). Revista Brasileira em Promoção da Saúde, [s.l.], v. 28, n. 2, p.184-190, jun. 2015. Disponível em: https://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/3598 Acesso em: 03 nov. 2019.

OLIVEIRA, E. B. C.; DIAS, J. C. R.. Avaliação da qualidade da alimentação e do estado nutricional de indivíduos portadores de Diabetes mellitus atendidos no município de Bebedouro – SP. Revista Ciências Nutricionais, [s.l.], v. 3, n. 1, p.20-26, 2019. Disponível em: http://unifafibe.com.br/revistasonline/arquivos/cienciasnutricionaisonline/sumario/82/04062019133845.pdf. Acesso em: 03 nov. 2019.

OLIVEIRA, S. K. P. et al. Temas abordados na consulta de enfermagem: revisão integrativa da literatura. Revista Brasileira de Enfermagem, Fortaleza, v. 65, n. 1, p.155-161, fev. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v65n1/23.pdf. Acesso em: 31 out. 2019.

PADILHA, A. P. et al. Manual de cuidados às pessoas com diabetes e pé diabético: construção por scoping study. Texto & Contexto - Enfermagem, [s.l.], v. 26, n. 4, p.1-11, 8 jan. 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v26n4/0104-0707-tce-26-04-e2190017.pdf. Acesso em: 31 out. 2019.

PALMEIRA, C. S.; PINTO, S. R. Perfil epidemiológico de pacientes com diabetes mellitus em Salvador, Bahia, Brasil (2002-2012). Revista Baiana de Enfermagem‏, Salvador, v. 29, n. 3, p.240-249, 28 set. 2015. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/enfermagem/article/view/13158/pdf_7. Acesso em: 03 nov. 2019.

PANZETTI, T. M. N. et al Perfil epidemiológico e clínico de pacientes internados em hospital público com diabetes mellitus tipo 2. Research, Society and Development. v. 9. n. 7, e267974072. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/4072 Acesso em: 03 nov. 2020.

ROSA, M. Q. M. et al. Disease and Economic Burden of Hospitalizations Attributable to Diabetes Mellitus and Its Complications: A Nationwide Study in Brazil. Int J Environ Res Public Health. v.15, n. 2, p. 294. Disponível em: https://www.mdpi.com/1660-4601/15/2/294 Acesso em: 03 nov. 2020.

ROSSANEIS, M. A. et al. Differences in foot self-care and lifestyle between men and women with diabetes mellitus. Revista Latino-americana de Enfermagem, [s.l.], v. 24, p.1-8, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v24/0104-1169-rlae-24-02761.pdf. Acesso em: 31 out. 2019.

RUTTEN, G. E. et al. Implementation of a Structured Diabetes Consultation Model to Facilitate a Person-Centered Approach: Results From a Nationwide Dutch Study. Diabetes Care. v. 41 n. 4, p. 688-695. Disponível em: https://care.diabetesjournals.org/content/41/4/688.long Acesso em: 28 out. 2020.

SAEEDI, P. et al. Global and regional diabetes prevalence estimates for 2019 and projections for 2030 and 2045: Results from the International Diabetes Federation Diabetes Atlas, 9thedition2019. Diabetes Research and Clinical Practice. v. 157, 2019. Disponível em: https://www.diabetesresearchclinicalpractice.com/action/showPdf?pii=S0168-8227%2819%2931230-6 Acesso em: 28 nov. 2020.

SAMPAIO, N. P. et al. Prevalência de complicações associadas ao diabetes mellitus tipo 2 em pacientes hospitalizados. Rev. Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, São Paulo, v. 12, n. 75, p.841-850, 2018. Disponível em: http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/803/600. Acesso em: 03 nov. 2019.

SBD. Sociedade Brasileira de Diabetes. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes – 2019-2020. Organização FORTE, A. C. et al. São Paulo : Editora Clannad, 2019.

SCHMIDT, M. I. et al. High prevalence of diabetes and intermediate hyperglycemia – The Brazilian Longitudinal Study of Adult Health (ELSA-Brasil). Diabetology & Metabolic Syndrome, Porto Alegre, v. 6, n. 123, p.1-9, 2014. Disponível em: https://dmsjournal.biomedcentral.com/track/pdf/10.1186/1758-5996-6-123. Acesso em: 31 out. 2019.

Downloads

Publicado

2020-12-17