Por que praticar danças circulares na universidade? Percepções sobre um projeto de extensão

Autores

  • Claudia Laus Angelo Universidade Federal do Pampa https://orcid.org/0000-0002-3417-2447
  • Caio Marcello Recart da Silveira Universidade Federal do Pampa
  • Maria Eduarda Anschau Universidade Federal do Pampa
  • Semíramis Martins Correa Universidade Federal do Pampa
  • Sonia Maria da Silva Junqueira Universidade Federal do Pampa https://orcid.org/0000-0002-5616-5344
  • Valéria Urdangarin Borba Universidade Federal do Pampa

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2021.e75059

Palavras-chave:

Danças Circulares na Universidade, Integração, Bem-estar, Autoconhecimento

Resumo

Este trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa que tem como objetivo evidenciar os benefícios que os participantes do Projeto de Extensão Pampa Circular - Danças Circulares no Pampa percebem ao praticar danças circulares na universidade. Os sujeitos da pesquisa são professores, acadêmicos e demais pessoas da comunidade, que participaram desse projeto de extensão durante o ano de 2019, reunindo-se semanalmente por uma hora e meia, de março a julho, para se darem as mãos, praticarem danças circulares e compartilharem risos, sentimentos, aprendizagens e impressões. A metodologia fundamenta-se na pesquisa qualitativa, cujos resultados emergiram a partir de uma Análise Textual Discursiva das escritas de 22 desses participantes, motivadas pela seguinte questão: Por que estou participando do Projeto de Extensão Pampa Circular? O estudo mostrou que as danças circulares podem converter-se em momentos singulares e plurais evidenciados nos depoimentos e que apontam benefícios de relaxamento, bem-estar, colaboração, entusiasmo, autoconhecimento, concentração e inclusão.

Biografia do Autor

Claudia Laus Angelo, Universidade Federal do Pampa

Professora do Curso de Matemática-Licenciatura da Universidade Federal do Pampa, Campus Bagé. Doutora em Educação Matemática pela Unesp, campus de Rio Claro. Coordenadora do Projeto de Extensão Pampa Circular - Danças Circulares no Pampa.

Caio Marcello Recart da Silveira, Universidade Federal do Pampa

Professor do Curso de Engenharia de Produção da Universidade Federal do Pampa, Campus Bagé. Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina. Co-coordenador do Projeto de Extensão Pampa Circular - Danças Circulares no Pampa.

Maria Eduarda Anschau, Universidade Federal do Pampa

Acadêmica do Curso de Engenharia de Alimentos da Universidade Federal do Pampa, Campus Bagé. Bolsista PDA do Projeto de Extensão Pampa Circular - Danças Circulares no Pampa

Semíramis Martins Correa, Universidade Federal do Pampa

Mestrado Acadêmico em Ensino pela Universidade Federal do Pampa. Pesquisadora da Universidade Federal do Pampa. Colaboradora do Projeto de Extensão Pampa Circular - Danças Circulares no Pampa.

Sonia Maria da Silva Junqueira, Universidade Federal do Pampa

Professora do Curso de Matemática-Licenciatura e do Mestrado Adadêmico em Ensino (MAE) da Universidade Federal do Pampa, Campus Bagé. Doutora em Educação Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Colaboradora do Projeto de Extensão Pampa Circular - Danças Circulares no Pampa.

Valéria Urdangarin Borba, Universidade Federal do Pampa

Professora do Atendimento Educacional Especializado (AEE) da Escola Municipal de Ensino Fundamental Marechal José Abreu. Mestra em Educação pela Universidade Federal do Pampa, campus Jaguarão. Colaboradora do Projeto de Extensão Pampa Circular - Danças Circulares no Pampa.

Referências

ANGELO, Claudia Laus. Por que uma educadora matemática está focalizando danças circulares? In: Encontro Sobre Investigação na Escola, 14. , 2016, Uruguaiana. Anais...Uruguaiana: Universidade Federal do Pampa, 2016. p. 01-08.

ANGELO, Claudia Laus (coord). Projeto de Extensão Pampa Circular: danças circulares no Pampa. Cadastrado no sistema de Informação de Projetos de Pesquisa, Ensino e Extensão. UNIPAMPA. Registro 02.008.19, 2019.

BERNI, Luiz Eduardo Valiengo. Danças sagradas: uma técnica de meditação ativa. In: RAMOS, Renata C. L. (Org.) Danças Circulares Sagradas: uma proposta de educação e cura. 2. ed. São Paulo: TRIOM, 2015. p. 57-73.

BRASIL. Portaria nº 849, de 27 de março de 2017. Inclui a Arteterapia, Ayurveda, Biodança, Dança Circular, Meditação, Musicoterapia, Naturopatia, Osteopatia, Quiropraxia, reflexoterapia, Reiki, Shantala, Terapia Comunitária Integrativa e Yoga à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares. Diário Oficial da União, Brasília, DF, n. 60, p.68-69, 28 mar. 2017. Seção I. Disponível em: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=28/03/2017&jornal=1&pagina=68&totalArquivos=132. Acesso em: 23 ago. 2017.

CARVALHO, Carlos Solano. Introdução às danças circulares sagradas. In: RAMOS, Renata C. L. (Org.) Danças Circulares Sagradas: uma proposta de educação e cura. 2. ed. São Paulo: TRIOM, 2015. p. 07-10.

COSTA, Ana Lucia Borges da. Dança: uma herança à disposição de todos. In: RAMOS, Renata C. L. (Org.) Danças Circulares Sagradas: uma proposta de educação e cura. 2. ed. São Paulo: TRIOM, 2015. p. 19-27.

COSTA, Ana Lucia Borges da; COX, Diane L. The experience of meaning in circle dance. Journal of Occupational Science, 2016, v. 23, n. 2, p. 196-207, 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4917970/. Acesso em: 12 ago. 2019.

EID, Marizilda Rodrigues. Danças circulares: um caminho para a cura. In: RAMOS, Renata C. L. (Org.) Danças Circulares Sagradas: uma proposta de educação e cura. 2. ed. São Paulo: TRIOM, 2015. p. 153-173.

LIMA, Tânia Pessoa. O Sagrado e o Ritual Vividos num Grupo de Danças Circulares Sagradas de Findhorn sob o Enfoque de Carl G. Jung e Roy A. Rappaport. 2014. Tese (Doutorado em Ciências da Religião) – Departamento de ciências da Religião, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.

MADALÓZ, Rodrigo José. Transformações pessoais: no embalo das danças circulares sagradas o reencontro com a natureza do ser. 2016. 211 f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, 2016. Disponível em: http://tede.upf.br/jspui/bitstream/tede/586/1/2016RodrigoMadaloz.pdf. Acesso em: 05 ago. 2018.

MARQUES, Isabel. Corpos e danças na educação infantil. In: GOBBI, Marcia Aparecida; PINAZZA, Mônica Appezzato (org.). Infância e suas linguagens. São Paulo: Cortez, 2014. p. 73-93.

OSTETTO, Luciana Esmeralda. Educadores na roda da dança: formação-transformação. 2005. 250 f. Tese (Doutorado) - Curso de Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/88883. Acesso em: 02 jun. 2020.

PANTOJA, Álvaro; BARROSO, Maria. Danças Circulares: uma proposta de educação, saúde e integração, 2019. Disponível em: https://dancacircular.com.br/artigos. Acesso em: 22 maio 2020.

RAMOS, Renata Carvalho Lima. Apresentação do grupo de autores. In: RAMOS, Renata C. L. (Org.) Danças Circulares Sagradas: uma proposta de educação e cura. 2. ed. São Paulo: TRIOM, 2015a. p. 11-15.

RAMOS, Renata Carvalho Lima. Retorno à Fonte. In: RAMOS, Renata C. L. (Org.) Danças Circulares Sagradas: uma proposta de educação e cura. 2. ed. São Paulo: TRIOM, 2015b. p. 29-43.

WOSIEN, Bernhard. Dança: um caminho para a totalidade. 3. ed. São Paulo: TRIOM, 2015.

Downloads

Publicado

2021-04-28