Ação extensionista de promoção da saúde e prevenção de doenças cardiovasculares para alunos de uma escola da Bahia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2021.e76127

Palavras-chave:

Relações Comunidade-Instituição, Estilo de Vida, Doenças cardiovasculares

Resumo

Objetivo: Relatar a experiência de uma ação educativa sobre prevenção de doenças relacionadas aos hábitos de vida realizada em uma escola no Extremo Sul da Bahia. Método: Foram realizados 3 encontros de 4 horas, com 76 estudantes do nono ano. As sessões discutiram temas relacionados a medidas antropométricas, cardiometabólicas e nível de atividade física, a partir das informações dos estudantes, evidenciando a importância da prevenção de doenças. Resultados: Participaram ativamente 62 estudantes, com idade média de 14,74±0,95 anos. Os adolescentes associaram as informações de índice de massa corporal, relação cintura e quadril, pressão arterial sistólica e diastólica, nível de atividade física com as doenças relacionadas ao estilo de vida de cada encontro. Conclusão: Pode-se inferir que a ação contribuiu com o autoconhecimento dos estudantes sobre melhores hábitos de vida e prevenção de doenças.

Biografia do Autor

Aline Prates Correia, Universidade Federal do Sul da Bahia

Bacharel em Saúde, Acadêmica do Curso de Medicina pela Universidade Federal do Sul da Bahia, Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Saúde - NEPS/UFSB.

Fábio Jambeiro Santana Borges, Universidade Federal do Sul da Bahia

Bacharel em Saúde, Especialista em Saúde Coletiva, acadêmico do Curso de Medicina pela Universidade Federal do Sul da Bahia.

Karolina de Oliveira Lima, Universidade Federal do Sul da Bahia

Bacharel em Saúde, Acadêmica do Curso de Medicina pela Universidade Federal do Sul da Bahia, Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Saúde - NEPS/UFSB.

Kawan Moreira Santana, Universidade Federal do Sul da Bahia

Bacharel em Saúde e Acadêmico do Curso de Medicina pela Universidade Federal do Sul da Bahia.

Laila Cheibub Costa Rodrigues, Universidade Federal do Sul da Bahia

Possui graduação em Medicina pela Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia - EMESCAM. Docente da Universidade Federal do Sul da Bahia.

Grasiely Faccin Borges, Universidade Federal do Sul da Bahia

Doutorado em Ciências do Desporto pela Universidade de Coimbra/Portugal. Professora Adjunta da Universidade Federal do Sul da Bahia.

Referências

Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO). Diretrizes brasileiras de obesidade 2016 / ABESO - Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. – 4.ed. -São Paulo, SP.

BARRACLOUGH, J. Y. et al. Weight gain trajectories from birth to adolescence and cardiometabolic status in adolescence. The Journal of pediatrics, v. 208, p. 89-95. e4, 2019. https://doi.org/10.1016/j.jpeds.2018.12.034.

BARROSO, W. K. S., et al. Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial – 2020. Arquivo Brasileira de Cardiologia, v.116, n.3, p:516-658, 2021. https://doi.org/10.36660/abc.20201238.

BORIM, M. L. C. et al. Life habits, overweight and obesity of a group of children in training for running. Brazilian Journal of Development, v.6, n.4, p.19162-19174, apr. 2020. https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-182.

CARVALHO, A. R. M.; BELÉM, M. D. O; ODA, J. Y. Sobrepeso e obesidade em alunos de 6-10 anos de escola estadual de Umuarama/PR. Arquivo de Ciência e Saúde da UNIPAR, Umuarama/PR, v.21, n.1, p.3-12, jan./abr., 2017. https://doi.org/10.25110/arqsaude.v21i1.2017.6070.

FALUDI, A. A. et al. Atualização da diretriz brasileira de dislipidemias e prevenção da aterosclerose–2017. Arquivos brasileiros de cardiologia, v. 109, p. 1-76, 2017. https://doi.org/10.5935/abc.20170121.

FONSECA, Y. S. et al. Ação extensionista de promoção da saúde de estudantes universitários. Extensio: Revista Eletrônica de Extensão, v. 17, n. 35, p. 81-95, 2020. https://doi.org/ 10.5007/1807-0221.2020v17n35p81.

GONÇALVES, L. F. F. et al. Promoção de saúde com adolescentes em ambiente escolar: relato de experiência. SANARE- Revista de Políticas Públicas, v.15 n.2, p.160-167, 2016.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Brasileiro de 2020. Rio de Janeiro: IBGE, 2020.

KOLMAGA, A; TRAFALSKA, E.; SZATKO, F. Risk factors of excessive body mass in children and adolescents in Lódz. Roczniki Państwowego Zakładu Higieny, v. 70, n. 4, 2019. https://dx.doi.org/10.32394/rpzh.2019.0085.

MADEIRA, F. B. et al. Estilos de vida, habitus e promoção da saúde: algumas aproximações. Saúde e Sociedade. 2018, v. 27, n. 1, pp. 106-115, 2018. https://doi.org/10.1590/S0104-12902018170520.

MALIK, S. K. et al. Prevalence of abdominal obesity and its correlates among adults in a peri-urban population of West Africa. AIMS public health, v. 6, n. 3, p. 334, 2019. https://dx.doi.org/10.3934%2Fpublichealth.2019.3.334.

MARINHO, C. L. F.; RIBEIRO, L. S.. Inatividade física e surgimento de patologias em adolescentes: uma revisão bibliográfica. Revista Uningá, [S.l.], v. 56, n. 1, p. 108-113, mar. 2019. ISSN 2318-0579.

MORAIS, N. S. Tendência secular do estado nutricional, capacidade preditiva e pontos de corte de índices antropométricos para identificar adiposidade corporal e risco cardiometabólico em adolescentes. 2019. 140 folhas. Dissertação para obtenção de título de Mestre em Ciência da Nutrição - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa/MG, 2019.

MATJUDA, E. N. et al. Association of Hypertension and Obesity with Risk Factors of Cardiovascular Diseases in Children Aged 6–9 Years Old in the Eastern Cape Province of South Africa. Children, v. 7, n. 4, p. 25, 2020. https://doi.org/10.3390/children7040025.

PRÉCOMA, D. B. et al. Atualização da Diretriz de Prevenção Cardiovascular da Sociedade Brasileira de Cardiologia – 2019. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. 2019; [online]. ahead print, PP.0-0. https://doi.org/10.5935/abc.20190204.

RABELO, M. O. et al. O mutirão de prevenção ao câncer: um relato de experiência no âmbito da extensão universitária. Revista Intercâmbio, v. 7, p. 406-413, 2016.

RODRIGUES, E. S. R. et al. Fatores de risco para doenças ateroscleróticas cardiovasculares em escolares: uma ação preventiva primária. Relato de experiência. Amazônia: Science & Health, v. 4, n. 2, p. 16-26, 2016.

SALAZAR RENDÓN, J. C.; MÉNDEZ, N.; AZCORRA, H. Association between overweight and obesity with school performance in secondary students in Merida, México. Bol Med Hosp Infant Mex, v. 75, n. 2, p. 94-103, 2018. https://doi.org/10.24875/BMHIME.M18000028.

SANTOS, J. B.; SERRA, H.; PEREIRA, A. S. Compreensão de estudantes do ensino médio sobre sedentarismo, nível de atividade física e exposição a comportamentos sedentários. Revista Thema, v. 16, n. 4, p. 818-831, jan. 2020. https://doi.org/10.15536/thema.V16.2019.818-831.1118.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Diretrizes da sociedade brasileira de diabetes: 2019-2020. Diretrizes SBD, 2019.

SILVA, G. S. F. et al. Avaliação do nível de atividade física de estudantes de graduação das áreas saúde/biológica. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, n.13, v.1, p.39-42, 2007. https://doi.org/10.1590/S1517-86922007000100009.

Downloads

Publicado

2021-08-26