Dinâmica das vazões reguladas pelas usinas de Porto Primavera e Rosana, na região do Pontal do Paranapanema, no período 1999-2003

Mauricio Meurer, Débora Pinto Martins, Edvard Elias de Souza Filho

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo analisar o comportamento das vazões dos rios Paraná e Paranapanema, na região do Pontal do Paranapanema, para o período posterior ao fechamento da Usina Hidrelétrica Engenheiro Sérgio Motta (Porto Primavera). Para tanto, foram utilizados os registros fluviométricos das usinas hidrelétricas de Porto Primavera e Rosana, além da série fluviométrica da estação Porto São José - CESP. A metodologia de trabalho consistiu na análise dos hidrogramas das vazões diárias, combinando os dados das duas usinas hidrelétricas e da estação fluviométrica em questão. Os resultados mostraram que as usinas têm interferido de forma considerável nas vazões do Pontal do Paranapanema. Na maior parte do tempo, a usina de Porto Primavera contribui com 83% da vazão mensurada a jusante, ao passo que a usina de Rosana contribui com 17%. Em alguns períodos singulares, a vazão de Rosana pode representar mais de 50% da vazão mensurada em Porto São José.


Palavras-chave


Pontal do Paranapanema; Porto Primavera; Rosana; Vazões; Pontal do Paranapanema Region; Porto Primavera Dam; Rosana Dam; Fluvial discharges

Texto completo:

PDF/A


Geosul, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. eISSN 2177-5230

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.